O mito de estar na primeira página do Google

Estar na primeira página do Google parece ser um mito para a maioria dos donos de sites, mas essa lenda, pode se tornar realidade e não é um “sonho”, tão distante. Tudo bem, já sabemos que você está pensando: “De novo, mais um site sobre o mesmo assunto?” Ok, somos mais um sim, mas, de fato, a RHB Informática está lá, desde 2009, e queremos compartilhar com você a nossa experiência e o que é necessário para fazer parte desse seleto grupo, utilizando as palavras chaves do seu site.

Estar nas primeiras posições dos mecanismos de buscas, não somente no Google, como em outros buscadores, Bing e o Yahoo, é uma desejo de 11 a cada “10” donos de sites. Esses buscadores, são as maiores vitrines, quando o assunto é “fazer pesquisas na internet”.

E o usuário que realiza essas buscas, poucas vezes avança para 2ª página do resultado do termo que foi pesquisado, imagine então, os sites que estão em páginas mais distantes dos buscadores, será que eles serão encontrados? Sabendo disso, é extremante importante, estar nas primeiras posições do Google e de outros mecanismos de buscas.

Segundo a Netcraft, existem mais de 900.000.000 de sites. É claro, os sites existentes não abordam o mesmo assunto e, também, não tem a mesma qualidade, seja de conteúdo, layout, performance e etc. Para que o Google possa localizar um determinado site, simplesmente, ele faz um leilão, onde diversos fatores estão envolvidos e você conhecerá alguns deles, ao decorrer dessa página.

Após os dados acima, você deve fazer estar se perguntando: Existem muitos sites, será que é possível estar bem posicionado nos mecanismos de buscas? E a concorrência, também fará o mesmo?

A resposta é única para as duas perguntas acima, simplesmente é “sim”. Mas, então, o que fazer?

Por esse aspecto, é importante, sempre efetuar modificações, por menores que seja, em seu site, no mínimo a cada 06 meses, sempre verificando o posicionamento do seu site nos buscadores.

Abaixo, estamos colocando um exemplo do termo de pesquisa “aula particular de Excel” que é o “carro chefe” da nossa empresa e você perceberá, sim, de fato estamos nas primeiras posições dos mecanismos de buscas, em especial, o Google e poderemos ajudá-lo.

Termo pesquisado na primeira página do Google

 

Um pequeno resumo do que você encontra fazendo uma busca no Google do nosso site, pelo termo apresentado acima:

Exemplo do termo pesquisado na primeira página do Google
Exemplo do termo pesquisado na primeira página do Google

Você pode perceber que o termo “aula particular de Excel”, está contido no título, na url e na descrição da página de resultados do Google. O primeiro passo é analisar como o Google exibe a concorrência nos resultados de buscas.

Agora, chegou a hora de dar as respostas para suas dúvidas e esperamos que você inicie já, cada procedimento mencionado abaixo, para estar na primeira página do Google e dos demais buscadores:

  • Conteúdo

Escreva o conteúdo do seu artigo, de forma clara e concisa. O ideal é que seu texto tenha, no mínimo 300 palavras, repita a sua palavra-chave, tanto no singular como no plural e os sinônimos dela, pelo menos, 05 vezes ao longo do texto. Não copie nenhum artigo existente na internet, crie o seu próprio, único e exclusivo.

  • Palavras-Chaves

Defina qual palavra-chave  será relevante para o seu artigo.

  • Título

O título da sua página, deverá ter no máximo, 70 caracteres. Inclua a sua palavra-chave à partir do 5º carácter e antes do 50º.

  • Descrição

Faça uma breve descrição do conteúdo que aquela página oferecerá ao usuário. Utilize, entre 130 e 155 toques, incluindo a sua palavra-chave, evite usar letras maiúsculas. Utilize somente se necessário.

  • Endereço do domínio (url)

O endereço do seu domínio, deverá ter a palavra chave definida e utilize ela como a url da sua página o título do seu artigo, caso não seja a página principal. Lembre-se, nela deverá conter a palavra-chave principal.

  • Idade do domínio (url)

Segundo algumas análises, a idade do domínio não é tão importante em relação a SEO, mas, quanto maior o tempo de expiração do domínio, melhor posicionado ficará o site, em relação ao termo buscado. Você poderá checar essa informação através do site Whois, onde você terá outras informações referente a um domínio como data de criação, responsável, data de expiração, mudanças de servidor, entre outros.

  • Links Internos e Externos

Crie links dentro do seu próprio artigo, para outras páginas do seu próprio site ou para sites externos. Como exemplo, ao longo desse artigo fazemos referência a outros sites e os seus respectivos links.

  • Redes Sociais

Compartilhe o link do seu artigo nas redes sociais. E, faça com que as pessoas façam o mesmo, insira links de compartilhamento e para a sua página nas redes sociais, caso não tenha uma página criada nas redes sociais, crie uma (Google+, Twitter, Facebook, Pinterest e outras redes sociais). Dê uma atenção maior ao Google+.

  • Utilize o cache do navegador

Aproveite sempre o cache do navegador, para elementos estáticos como imagens (.jpeg, .png. gif, …), .pdf, elementos multimídia (áudio e vídeo), .js, .css, … Isso, fará com que o carregamento da sua página seja mais rápido.

  • Estrutura do código do seu site

Esteja consciente que a estrutura do código que o seu site foi desenvolvido tem impacto em três situações extremamente importantes:

  • velocidade – quanto mais rápido o seu site carregar, não é nem melhor, é excelente. Utilize o page speed e monitore a velocidade do seu site;
  • Relevância para os mecanismos de buscas – tenha em mente que o conteúdo do seu artigo seja único e exclusivo e não uma reprodução de algo que já existe;
  • acessibilidade – seu site deve ser compatível com todos ou a maioria dos dispositivos de visualização, como por exemplo: notebook, desktop, tablets, iPad, iPhone, smartphone, … Não crie layouts pesados, evite utilizar muitos recursos visuais, por mais bonitos que sejam, eles atrapalharão o seu posicionamento nos mecanismos de buscas. Resumindo, crie sites simples, compatíveis com a maioria dos dispositivos de visualização;
  • Criptografia SSL (https:)

Se o seu site capta informações financeiras ou pessoais dos seus visitantes, então está na hora de utilizar a criptografia SSL para o seu site. O Google atualmente dá preferência para sites que utilizam o endereço https. Na visão “Google”, esse tipo de criptografia mostra segurança e seriedade para o site visitado.

No dia 21 de abril de 2015, o Google atualizou o seu algoritmo, o Mobilegeddon, como é chamado o novo algoritmo do Google, tem como finalidade identificar sites compatíveis com dispositivos móveis, priorizando o posicionamento de sites no buscador que são compatíveis com dispositivos móveis.

Esperamos ter ajudado a entender um pouco melhor, como funciona o sistema de busca do Google e o que ele prioriza para que você possa ter o seu site nas primeiras posições dos buscadores e ter o seu site na tão sonhada primeira página do Google.

Caso você tenha um site e não sabe por onde começar a melhorar o posicionamento dele ou se deseja ter um, entre em contato conosco, clicando aqui e solicite um orçamento.