Como melhorar a performance e otimizar a velocidade do seu site WordPress

Neste tutorial você terá dicas de como melhorar a performance e otimizar o seu site WordPress. Não existe nada mais desagradável quando acessamos um site e ele, simplesmente, demora para carregar. Por isso, vamos dar algumas dicas simples para impulsionar a velocidade e, inclusive, melhorar o posicionamento do seu site nos mecanismos de buscas.

As dicas deste tutorial para otimizar a velocidade do seu site WordPress e melhorar a sua performance, abordará os seguintes tópicos:

Por que eu preciso melhorar a performance e a velocidade do meu site WordPress?

Ter um site rápido é essencial se você quiser fornecer aos seus visitantes uma excelente experiência ao usuário e classificá-lo bem nos mecanismos de buscas como Google e Bing, que levam, sim, e muito, em consideração a velocidade de carregamento de suas páginas.

Ativar cache dinâmico

Ativando o cache dinâmico para o seu site WordPress terá um enorme impacto sobre a sua velocidade. Existem inúmeros plugins que realizam esse trabalho, uns com inúmeras configurações, tornando-os complexos, e outros mais simples e fáceis de configurar. Vamos listar dois plugins excelentes para esse trabalho:

Ativar compactação Gzip

Ativar compactação Gzip
Ativar compactação Gzip

Para diminuir o tamanho dos dados que estão sendo transferidos entre seu servidor e seus visitantes, você pode ativar a compactação Gzip para suas imagens, arquivos CSS e JavaScript. Ao fazer isso, o servidor web irá compactar (seria como criar um arquivo ZIP, por exemplo) este conteúdo antes de ser transferido pela Internet para o seu navegador.

Por outro lado, o navegador descompacta o conteúdo antes de renderizá-lo. Isso reduz significativamente o tamanho das informações que estão sendo transferidas, diminuindo o tempo de carregamento das páginas do seu site. Os dois plugins citados anteriormente, também, fazem um excelente trabalho nesse sentido. Mas, mesmo assim, iremos citar um outro plugin, que não deixa nada a desejar nesse aspecto, em relação aos citados anteriormente:

Utilize uma CDN

As redes de entrega de conteúdo (CDN) são redes de servidores que clonam cópias em cache de seu site em todos os seus nós de localização. Isso significa que, quando seus visitantes solicitarem seu site, o cache será exibido pelo local de servidor mais próximo, e não pelo datacenter principal de seu provedor de hospedagem. Aqui, indicamos três serviços para entrega de conteúdo:

Otimize suas imagens

Imagens são parte essencial de todos os sites. E saber utilizá-las corretamente, fará muita diferença. É importante tê-las otimizadas. Há poucas coisas em relação às suas imagens que você deve ter em mente ao desenvolver seu site WordPress, como:

  • Use imagens com o tamanho adequado. Não carregue imagens grandes e, em seguida, redimensione-as com HTML. Certifique-se de que suas fotos e outras imagens não sejam maiores do que o tamanho que você está realmente exibindo.
  • Se possível, use Sprites para seus temas. O uso de sprites é uma técnica de CSS que usa uma única imagem para mostrar vários elementos de design em suas páginas. Desta forma, em vez de carregar dezenas de pequenas imagens (fazendo solicitações http a cada vez), seu site abrirá uma única. Sprites, no entanto, devem ser considerados quando o tema é projetado. Por isso, sempre procure temas que utilizem sprites.
  • Remova todos os metadados adicionais de suas imagens – data de criação, câmera usada para a foto, coordenadas GPS, etc. Em relação a plugin, existem vários que fazem esse trabalho, como por exemplo:

Nós, aqui, seguindo o exemplo do menos é mais, utilizamos programas como:

Minimize seus arquivos HTML, JavaScript e CSS

Minify HTML - CSS - JavaScript
Minify HTML – CSS – JavaScript

Minimizar seus arquivos HTML, CSS e JavaScript significa que todos os dados desnecessários, como espaços duplos, novas linhas vazias, comentários etc., serão removidos dos arquivos, diminuindo seu tamanho. Existem muitas ferramentas on-line que você pode usar gratuitamente para minimizar seus arquivos. Mas, caso você esteja utilizando alguns dos plugins mencionados, anteriormente, para cache ou gzip, eles terão a opção de reduzir automaticamente os arquivos HTML, CSS e JavaScript do seu site WordPress. Apenas lembrando os plugins:

  • Fastest Cache;
  • WP Rocket;
  • Autoptimize.

Aproveite o cache do navegador

Aproveitar o cache do navegador significa que você pode especificar por quanto tempo os navegadores dos seus visitantes devem armazenar em cache suas imagens, CSS, JS e arquivos flash. No entanto, se algum desses recursos for armazenado em cache, o servidor notificará o navegador do visitante e o conteúdo em cache será substituído pelo novo. Esse trabalho poderá ser feito pelo plugin:

Otimize seu banco de dados do WordPress

É uma boa prática otimizar seu banco de dados do WordPress de tempos em tempos. O processo manual para essa etapa é bem simples:

  • Abra o phpMyAdmin, correspondente ao seu site;
  • Clique no nome do seu banco de dados;
  • Clique na aba “Estrutura”;
  • Marque a opção “Check all / Verificar tabelas com overhead”, na parte inferior esquerda;
  • E, para finalizar, ao lado, selecione no menu (Com os selecionados), “Optimizar tabela”.

Caso os passos acima sejam complicados para você. Um excelente plugin que faz esse processo é o:

  • WP-Otimize (Gratuito).

Inclusive, na versão paga, o WP Fastest Cache faz o mesmo procedimento, juntamente do WP Rocket.

Verifique vírus e malware no seu site

Um dos grandes vilões que afetam a performance do seu site WordPress são os malwares e vírus. Verifique manualmente o seu site com o objetivo de localizar possíveis ameaças que estejam prejudicando o desempenho da sua aplicação WordPress.

Verifique sua hospedagem

Hospedagem de Sites
Hospedagem de Sites

Você seguiu todos os passos acima e não obteve um resultado satisfatório. Será que não é hora de trocar de plano da sua hospedagem? Ou, até mesmo, mudar a empresa que distribui o conteúdo do seu site na internet?

Existem vários tipos de hospedagem, onde podemos destacar, as seguintes:

  • Hospedagem compartilhada – A mais utilizada, atualmente. Onde vários sites, compartilham os recursos do mesmo servidor. O preço é atrativo, mas, com eventuais limitações de recursos.
  • Hospedagem VPS – É um tipo de hospedagem intermediária, entre a compartilhada e a dedicada. Esse tipo de hospedagem cria uma máquina virtual dentro do servidor. Tem um bom custo-benefício e, praticamente, não há limitações de recursos, podendo configurá-lo da melhor maneira possível.
  • Hospedagem Cloud – É similar a VPS, mas o diferencial é que você tem os seus recursos compartilhados em vários servidores. Tem um preço abaixo da hospedagem dedicada.
  • Hospedagem dedicada – É superior aos demais planos. Onde, você tem uma máquina exclusiva, podendo utilizar todos os recursos possíveis. Por isso, é um tipo de hospedagem mais cara.

No quesito hospedagem de sites e os tipos, vale dar uma pesquisada e ver a aquela que ofereça o melhor custo benefício para o seu bolso e a saúde do seu site.

Uma dica importante

Quanto menos é mais. Ou seja, quanto menos plugins você usar, com certeza, a performance do seu site WordPress irá melhorar. Caso seja possível, troque determinados plugins por ações manuais, você não irá se arrepender. Quanto menos, é mais performance e velocidade para o seu site WordPress!

Gostou da nossa dica? Curta a nossa página nas redes sociais e compartilhe com os seus amigos.

Caso você precisa de um curso WordPress, entre em contato conosco clicando aqui, para maiores informações.

Deixe o seu comentário