Google PageSpeed: A velocidade do seu site e ter uma boa pontuação faz diferença

Geralmente, muitos desenvolvedores de sites não dão muita importância a pontuação do Google PageSpeed. Tão pouco, as sugestões de melhoria para aumentar a velocidade do seu site, por inúmeros fatores, como:

  • dificuldade em alcançar os objetivos propostos pela ferramenta;
  • limitações de recursos em seu ambiente de hospedagem;
  • conhecimento técnico limitado para implementar as sugestões …

Em nossa publicação, você irá saber por que ter um site rápido e com uma boa pontuação no Google PageSpeed é importante e faz muita diferença.

Google PageSpeed: O que é

O Google PageSpeed é uma ferramenta com objetivo de ajudar nas otimizações de desempenho de um site e identificar falhas na conformidade de um site com as práticas recomendadas de desempenho da Web pelo Google, além de automatizar o processo de ajuste.

Mudanças no PageSpeed

Há algum tempo, o Google anunciou que o PageSpeed ​​Insights foi atualizado para usar os dados do relatório de experiência do usuário do Google Chrome, o que significa que a ferramenta usa métricas de “usuários reais do Google Chrome que acessam destinos populares na Web”.

A mudança, à qual o Google está se referindo como “Atualização de velocidade”, entrará em vigor em julho de 2018, e irá “rebaixar” sites muito lentos sob certas condições.

Essas mudanças afetarão o posicionamento dos sites nos resultados resultados de buscas, para dispositivos móveis. Fazendo com que um dos principais critérios para posicionar um site nas pesquisas mobile seja, de fato, a velocidade de carregamento de uma página. Algo que já vem sendo comentado há pelo menos, 02 (dois) anos.

A velocidade com que um site carrega será um fator determinante da ordem dos resultados de pesquisa, a mudança, segundo o próprio Google, não será tão drástica a ponto de torná-la o único fator. Haverá momentos em que as páginas lentas ainda terão classificação alta, principalmente,  quando elas têm o conteúdo mais relevante relacionado à consulta de pesquisa, por exemplo.

Em resumo, o objetivo da ferramenta é mostrar aos desenvolvedores a velocidade de carregamento de uma página web e eventuais melhorias que poderão ser realizadas, para que a experiência do usuário ao utilizar um determinado site, seja a melhor possível.

Dados reais do usuário poderão fazer diferença

A ferramenta de velocidade de páginas agora mostra a velocidade das páginas que são carregadas com base em dados reais do usuário, o que é uma métrica importante para a satisfação do usuário.

As páginas são classificadas em 03 (três) níveis:

  • Rápido: o valor mediano da métrica está no terço mais rápido de todas as cargas de página.
  • Lenta: o valor mediano da métrica está no terço mais lento de todas as cargas de página.
  • Média: o valor mediano da métrica está no terço médio de todos os carregamentos de página.

Compreendendo um pouco mais

A ferramenta fornece esses recursos agora, conforme o Google descreve:

  • A pontuação de Velocidade classifica uma página como Rápida, Média ou Lenta. Isso é determinado observando o valor mediano de duas métricas: First Contentful Paint (FCP) e DOM Content Loaded (DCL). Se as duas métricas estiverem no primeiro terço da categoria, a página será considerada rápida.
  • A pontuação da Otimização categoriza uma página como Boa, Média ou Baixa, estimando seu desempenho. O cálculo pressupõe que um desenvolvedor deseja manter a mesma aparência e funcionalidade da página.
  • A seção Distribuições de Carregamento de Página apresenta como os eventos FCP e DCL desta página são distribuídos no conjunto de dados. Esses eventos são categorizados como Rápido (terceiro superior), Médio (terceiro intermediário) e Lento (terceiro inferior) comparando-se a todos os eventos no Relatório de Experiência do Usuário do Google Chrome.
  • A seção Estatísticas da página descreve os percursos completos necessários para carregar os recursos de bloqueio de renderização da página, o total de bytes usados ​​pela página e como ela se compara ao número médio de round trips e bytes usados ​​no conjunto de dados. Podendo indicar que a página pode ser mais rápida se o desenvolvedor modificar a aparência e a funcionalidade da página.
  • Sugestões de otimização é uma lista de práticas recomendadas que podem ser aplicadas a esta página. Se a página for rápida, essas sugestões estarão ocultas por padrão, pois a página já está no terço superior de todas as páginas no conjunto de dados.

Abaixo, você pode observar um relatório de velocidade da página deste site:

Relatório de experiência do usuário do Google Chrome
Relatório de experiência do usuário do Google Chrome

Nem todos os sites são classificados ainda. Eles precisam de tráfego e dados suficientes do relatório de experiência do usuário do Google Chrome para serem classificados. Mas, à partir de julho, possivelmente, muita coisa poderá mudar.

Velocidade do site já afeta pesquisas no desktop há muito tempo

Esta não é a primeira vez que a velocidade da página foi usada como um sinal de posicionamento no Google. A velocidade de carregamento de uma página web é um dos fatores há algum tempo em pesquisas desktop. Sendo que será a primeira vez que isso será levado em conta para pesquisas em dispositivos móveis.

Essas alterações são essenciais para a empresa, já que a maioria dos usuários do Google, atualmente, pesquisam na web por meio de dispositivos móveis, como tablets e, principalmente, smartphones.

Na verdade, as pesquisas em dispositivos móveis superaram as pesquisas em computadores em 2015. E os dispositivos móveis continuaram a crescer nos anos seguintes. Embora o Google não forneça uma atualização sobre a porcentagem de suas pesquisas móveis, alguns relatórios de terceiros, colocaram esse número perto de 60%, em 2017. Uma outra empresa, a Statista, diz que o Google foi responsável por mais de 94,4% da participação no mercado de buscas móveis nos EUA.

Esses números significam que o celular tem sido mais importante do que o desktop há vários anos e é hora de o próprio índice de pesquisa refletir isso.

Se você, como desenvolvedor web, não dá importância as sugestões de otimização do Google PageSpeed Insights, chegou a hora de mudar esse pensamento.

Deixe o seu comentário