Belo Horizonte, MG 12/1/2021 – Por mais que o mercado seja promissor, é preciso saber atuar, pois a concorrência é alta e qualificada no Brasil

Crescimento do agronegócio transforma anúncio de fazenda à venda numa oportunidade de fazer um negócio lucrativo e duradouro. Especialista avalia pontos importantes antes de realizar o investimento.

Com o agronegócio brasileiro em alta, os olhares dos investidores nacionais e internacionais se voltam para o campo. Mesmo em tempos de vacas magras para a economia nacional, devido a pandemia do novo coronavírus, uma fazenda à venda pode ser a oportunidade ideal para que novos empreendedores entrem em um mercado forte, propenso a continuar crescendo e, consequentemente, bastante lucrativo.

Os números reforçam essa tese ao indicarem resultados satisfatórios do agro em 2020 e as perspectivas de mercado para 2021. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ainda não divulgou o balanço do PIB do agronegócio no ano que se encerrou, mas a tendência é de alta com relação a 2019. Isso porque, somente no primeiro semestre, momento mais crítico da pandemia, o agro brasileiro cresceu 5,26% na comparação com o mesmo período do ano anterior

Para o ano de 2021 as previsões continuam otimistas, influenciadas, principalmente, pela chegada da vacina contra a Covid-19. Dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), mostram que o setor deverá crescer 3%, com paralelo aumento de 4,2% do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP).

Para Felippe Ferreira, fundador do meuBiZ , especializado na compra e venda de empresas e pontos comerciais, seja na pecuária ou na agricultura, investir no setor é uma oportunidade de fazer um bom negócio . Segundo o especialista, embora não seja um tipo de anúncio comum para a maioria da população brasileira, a venda de uma fazenda tem se popularizado aos poucos, na medida em que as pessoas percebem as oportunidades de explorar os recursos do campo e o acesso facilitado à internet, que oferece um leque de informações sobre onde e como comprar.

Com quase dez anos de experiência no mercado de compra e venda de empresas, Felippe alerta que a compra seja feita com planejamento e estudos sobre a correta destinação do terreno. “Por mais que o mercado seja promissor, é preciso saber atuar, pois a concorrência é alta e qualificada no Brasil”. Se a ideia for mesmo investir em produções, como agricultura ou pecuária, é fundamental definir como e qual atividade será explorada. “A escolha da atividade irá influenciar em questões fundamentais, como a quantidade de mão de obra a ser empregada, a logística e o volume de investimentos em maquinários”, ressalta.

Outro ponto destacado por Felippe diz respeito ao conhecimento da fazenda que será adquirida. Por maior que seja o terreno, o investidor deve saber os pontos fortes e fracos do espaço. “Escolhida a atividade a ser focada, quando já se tiver em vista determinada propriedade, é importante que o empresário procure o apoio de técnicos como engenheiros agrônomos. É fundamental conhecer o tipo de solo, o clima, o índice pluviométrico e quais as culturas que podem ser adaptadas nele”, defende.

Por fim, entre os pontos principais a serem considerados na avaliação da fazenda à venda , o especialista cita a abundância de água, o acesso à energia elétrica e a legislação ambiental aplicável. “Se a análise for positiva, o investimento em uma fazenda pode, literalmente, render bons frutos durante os próximos anos”, conclui.

Website: https://meubiz.com.br/

Deixe o seu comentário