Campo Grande, MS 19/8/2020 – As tendências tecnológicas estão especialmente em alta, com as tendências de trabalho em home-office e foco em ampliação da presença da marca online.

Estratégias de negócios são importantes todos os anos, em todas as empresas. Com o coronavírus alterando os planos e mexendo com a estrutura empresarial, algumas tendências consolidadas devem ser levadas a sério e outras adicionadas a sua lista de prioridades para o segundo semestre.

Artigos com estratégias de negócios geralmente ficam em alta no começo do ano letivo. No entanto, vive-se uma pandemia de proporções globais alterar as estratégias de todo mundo. Talvez seja hora de considerar uma visão revigorada nesse tema.

As tendências tecnológicas estão especialmente em alta, com as tendências de trabalho em home-office e foco em ampliação da presença da marca online.

Desenvolvimento de Marketing

Sem dúvidas essa é uma área que merece a atenção das empresas em 2020, especialmente o setor de marketing digital e de conteúdo.

Fala-se de um mundo que já era digital, volátil e conectado. Com a pandemia de coronavírus, percebe-se uma transferência ainda maior das pessoas para dentro de casa e isso significa mais interação online.

Nesse sentido, investir em marketing é um procedimento interessante nesse momento para garantir a presença da marca mesmo que outros setores da empresa estejam mais “frios”.

Algumas dicas de tendências de marketing no momento:

Redes sociais: já é um fato consumado que a presença da marca em várias redes sociais é essencial. Isso significa desde perfis de porta-vozes da empresa no LinkedIn quanto experimentos em redes, inovadoras como o TikTok. Tudo irá depender do perfil da marca.

Personas mais detalhadas: o uso da tecnologia alavancou muito as possibilidades de definição entender o padrão de comportamento de consumidores, abrindo espaço para personas mais detalhadas.

Comunicação personalizada personas mais detalhadas significam possibilidades de gerar uma comunicação cada vez mais direcionada aos clientes. O chamado Marketing 1:1 busca justamente isso: conhecer o cliente e prever seus desejos.

Em uníssono com essas práticas, percebe-se que o marketing não é simplesmente uma maneira de atingir o público e converter os leads em clientes, mas uma verdadeira comunicação capaz de gerar um relacionamento de confiança com a marca.

Atendimento em omnichannel

Uma pesquisa encomendada pela Zendesk demonstrou que até 87% dos consumidores desejam uma experiência do cliente mais fluida ao acessar seus canais digitais

Ainda que essa tendência seja constantemente abordada, muitas empresas ainda precisam melhorar a dinâmica e o design da experiência do usuário em todas as suas plataformas.

Com o coronavírus, a tendência é uma migração ainda mais ágil para o mundo virtual e isso significa que as empresas que souberem atender com maior personalização, terão mais chances de crescer e de adquirir um status satisfatório com o público.

Adaptação e inovação

2020 é um ano ideal para incluir a inovação como uma prioridade em sua estratégia de negócios. Com mudanças rápidas e uma volatilidade impressionante no mercado, qualquer estratégia capaz de agilizar e otimizar o processo deve ser considerada atentamente pelas empresas.

A adaptação também está sendo um grande diferencial para empresas que estão seguindo as demandas da época. Um exemplo são as grandes empresas de bebidas que voltaram parte de sua produção para produtos de higiene, como o álcool gel.

Parcerias estratégicas

Se tem uma coisa que a era da informação demonstrou foi a habilidade humana de colaborar e criar. Nunca foi tão fácil entrar em contato, com velocidade e agilidade.

Em um momento desafiador como esse, é o momento de empresas de todos os portes criarem redes de apoio e de trocas. Seminários, congressos e parcerias diretas podem agilizar processos, abrir portas e mostrar saídas importantes para empresas de todas as escalas.

Gestão de fornecedores

Passando para a área logística das empresas, pode-se considerar que a gestão da rede de fornecedores foi uma das áreas mais afetadas desde o início da pandemia. Por isso, esse é o momento ideal para incluir esforços dobrados para essa área em estratégias de negócio.

Pode-se dizer que 2020 ficará para a história com um ano em que a circulação de pessoas e bens foi muito alterada. Afinal, empresas que contavam apenas com um fornecedor de matéria-prima de um país com fronteiras fechadas subitamente, viram a operação sofrer como um todo.

Ainda assim, novas estratégias começaram a surgir. A gestão de fornecedores em 2020 ficou mais inteligente e estratégica enquanto parcerias locais e mais estruturadas começaram a ser beneficiadas.

O procedimento também ficou mais digital e organizado em plataformas de gestão. A plataforma de gestão de fornecedores da EFCAZ é um bom exemplo. A empresa trabalha com um banco de dados com centenas de empresas fornecedoras e apresenta mecanismos internos para gestão de documentos e certificações em uma plataforma de fácil uso.

Essas soluções são boas respostas para empresas que precisam oficializar parcerias e fechar contratos em calls online, especialmente com as restrições encontradas na pandemia. O procedimento fica ainda mais simples com a ferramenta para assinatura digital e gestão de contratos.

Estratégias conjuntas

Como é possível notar, todas essas opções trabalham com parceria, comunicação e criação de redes em um momento delicado. Assim, as empresas podem avançar e contribuir em conjunto para as demandas de um mundo super-conectado.

Além de serem tópicos importantíssimos para o mundo atual, essas são qualidades para empresas preocupadas com uma cultura de compliance atualizada com os padrões do séc. XXI.

Website: https://www.efcaz.com.br/

Deixe o seu comentário