Campinas (SP) 4/12/2020 –

Plano prevê lançamentos de 11 projetos na região Sul do Brasil até o final de 2021

A pandemia do novo coronavírus vem provocando mudanças no setor imobiliário brasileiro. O isolamento social tem levado famílias das classes A e B a buscarem áreas maiores e mais isoladas para morar e, ao mesmo tempo, realizar os trabalhos remotamente, longe dos grandes centros. Fatores como redução de juros para financiamentos, queda na Taxa Selic e maior flexibilização de pagamento também contribuíram para a expansão do setor. Os números são confirmados por uma pesquisa recém-divulgada pela Datastore apontando que 12,1 milhões de brasileiros pretendem adquirir um imóvel nos próximos dois anos, número semelhante ao registrado antes da pandemia.

De olho nesta expansão, a Nova Cipasa – segunda maior desenvolvedora de projetos urbanos do Brasil – fechou uma Joint Venture com a urbanizadora gaúcha Cotiza. A parceria prevê lançamento de 11 empreendimentos até o final de 2021 e um total de 22 até 2026, com investimento total de R$ 2,5 bilhões nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

O primeiro lançamento resultante dessa parceria é o condomínio de alto padrão Cantegril, em Viamão, no Rio Grande do Sul, com 221 lotes e investimento de R$ 418 milhões. “Não tenho dúvidas de que o Joy Cantegril é o empreendimento diferenciado e único que as famílias estavam buscando”, diz Rogério Riquelme, diretor executivo e sócio da Nova Cipasa.

O foco da Joint Venture está no futuro, com metas arrojadas: R$ 1 bilhão em investimentos até o final deste ano, R$ 110 milhões entrando no mercado até fevereiro de 2021 e um total de R$ 2,5 bilhões até 2026. Além disso, os projetos já em andamento e lançamentos futuros ainda garantem a criação de empregos diretos e indiretos no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

A parceria entre a Nova Cipasa e urbanizadora gaúcha Cotiza, soma quase 100 anos de experiência no mercado imobiliário, mais de 50 mil clientes e 150 milhões de metros quadrados de áreas urbanizadas.

De acordo com Rodrigo Bernardi, CEO e acionista da Cotiza, eficiência e excelência definem a parceria. “A Nova Cipasa tem, desde 2019, uma cultura empresarial muito parecida com o modelo que a Cotiza se orgulha de manter desde 1953. A Cotiza sempre terceirizou muitas de suas operações para manter a alta qualidade das entregas e vimos na Cipasa uma oportunidade de complementar nossa operação. É o legítimo dividir para somar”, explica.

Presente em 23 estados e com mais de 25 mil clientes em carteira, a Nova Cipasa vem sentindo este aumento na demanda do consumidor brasileiro por áreas em condomínios e loteamentos mais afastados dos grandes centros. Em 12 meses, a empresa multiplicou por dez suas vendas e vem mantendo uma taxa de crescimento mensal de 10% desde março, segundo Marcelo Scalice, Gestor Comercial da companhia.

De acordo com ele, o isolamento por conta da crise de saúde mudou o conceito de moradia das pessoas. “Hoje as famílias querem áreas grandes, com espaço para home office e varanda gourmet, mais distantes dos grandes centros, onde possam morar, trabalhar e desfrutar de melhor qualidade de vida”, justifica.

Além do mercado aquecido, outro fator importante para o crescimento nos negócios é o novo momento vivido pela empresa, com a troca de investidores e gestão realizada no final do ano passado, tendo como foco a satisfação do cliente.

Esta estratégia vem surtindo resultados positivos, conforme mostra o volume de vendas, com crescimento de sete vezes em relação a 2018 e 2019, e recordes mensais de negócios fechados. A companhia também está retomando, desde o final de setembro, obras em vários estados e gerando empregos diretos e indiretos nas cidades onde está presente.

“Com produtos bem executados e cuidados com o cliente, conseguimos gerar resultados em curto prazo”, afirma Rogério Riquelme, Diretor-Executivo da Nova Cipasa. Segundo ele, por conta do aumento nas vendas, a empresa deve voltar aos lançamentos em 2021. “Vivemos um momento importante, com recordes de vendas mensais, fruto dessa reestruturação e volta da confiança dos clientes na marca”, completa.

A Nova Cipasa conta com R$ 500 milhões em lotes prontos e R$ 6 bilhões em Valor Geral de Vendas (VGV) para lançamentos futuros. A empresa é a segunda maior loteadora e desenvolvedoras de projetos urbanos no Brasil. Em 25 anos de história, ganhou destaque pela sua capacidade técnica e solidez e hoje está presente em 23 estados do Brasil e conta com um portfólio de mais de 190 projetos e 100 milhões de metros quadrados urbanizados.

Website: https://cipasa.com

Deixe o seu comentário