10/1/2022 –

Tanto o Ministério da Saúde quanto o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) mostram aumento da população dependente química e especialista da psicologia elucida as informações acerca do assunto.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde – OMS -, o uso de substâncias químicas é um problema socialmente relevante que afeta milhões de pessoas ao redor do mundo. Nesse sentido, em meio às dificuldades vividas devido à pandemia, a saúde mental de muitas vidas ficou conturbada e, diante disso, o Ministério da Saúde detectou um aumento no atendimento a dependentes químicos de 54% de 2019 para 2020.

Além disso, Segundo o Relatório Mundial sobre Drogas 2021, estima-se que em 2020 275 milhões de pessoas fizeram uso de drogas e 36 milhões tiveram algum transtorno associado. No entanto, de acordo com o mesmo Relatório do ano de 2019, a estimativa apontou para 271 milhões de pessoas que tiveram contato com substâncias químicas e 35 milhões delas desenvolveram transtornos.

A psicóloga especialista no tratamento de dependência química e fundadora da clínica psiquiátrica homônima Cleuza Canan, auxiliará a compreender os fatores envolvidos no agravamento do uso de substâncias químicas no contexto pandêmico.

Aumento do atendimento aos dependentes químicos durante a pandemia da COVID-19

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as pessoas que se tornam dependentes creem, ao menos inicialmente, que a substância química promoverá a qualidade de vida. Nesse contexto de pandemia, a diretora-executiva do UNODC opina: “Muitos procuram um refúgio para a situação de estresse e ansiedade que se vive hoje por conta da pandemia, recorrendo, por vezes, ao uso de substâncias químicas.”

Mas o que acontece, de fato é, segundo Cleuza Canan, psicóloga fundadora da Clínica para dependentes químicos Cleuza Canan, que a droga pouco a pouco tira a liberdade de uma pessoa, já que causa dependência.

Aumento do uso de drogas e suas repercussões

Segundo Cleuza Canan, cada país possui um tipo de droga mais comum, mas é certo que os transtornos mentais podem ser suscitados tanto por drogas lícitas quanto ilícitas. De acordo com a experiência da psicóloga, transtornos comuns associados ao consumo de substâncias químicas são: depressão, ansiedade e até mesmo esquizofrenia.

Milhões de vidas perdidas pela pandemia das drogas

Segundo Cleuza Canan: “É preciso ter muita atenção em relação ao aumento do uso de drogas. Tanto drogas lícitas quanto as ilícitas podem ser responsáveis pelo desenvolvimento de diversas doenças fatais.”

Nesse sentido, vários países tiveram, em 2020, alta nos casos de morte por overdose de drogas. Por exemplo, os Estados Unidos registraram recorde histórico de mortes por overdose de drogas como, por exemplo, cocaína. De acordo com dados preliminares do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças, na sigla em inglês). Foram, em 2020, 93.331 vítimas, o que representa uma variação de aproximadamente 30% em relação a 2019, a maior em 3 décadas.

A Clínica Cleuza Canan oferece conteúdo informativo sobre como tratar o uso de drogas em seu blog. Mais informações estão disponíveis por meio do link: https://clinicacleuzacanan.com.br/blog/drogas/

Website: https://clinicacleuzacanan.com.br/blog/drogas/

Deixe o seu comentário