Brasília, DF 4/9/2020 – Mesmo sendo um elemento essencial para se manter saudável, o corpo humano não produz todas as vitaminas necessárias…

Em tempos de quarentena, manter os índices corretos de vitaminas no corpo ajuda na prevenção de doenças, mas pode ser um desafio. Pensando nisso, a farmacêutica da Quality Farmácia de Manipulação, Flávia Ribeiro, fala sobre as principais propriedades desses nutrientes e explica como fazer a suplementação de forma correta.

“Se pararmos para analisar quais os ‘ingredientes’ essenciais para criar um corpo humano, é possível pensar nos diversos órgãos e sistemas. Mas você sabia que as vitaminas são essenciais para que vários desses sistemas funcionem bem?”, questiona a farmacêutica da Quality Farmácia de Manipulação, Flávia Ribeiro. Ela explica que elas — as vitaminas — são substâncias essenciais para o bom funcionamento e manutenção do organismo.

“As vitaminas participam de muitos processos importantes, como proteção celular, produção de energia, defesa antioxidante, crescimento muscular e tecidual, entre outros”, exemplifica. “O consumo diário de vitaminas C, D, A, complexo B, E e K fortalece a imunidade e auxilia na saúde dos ossos e na produção de células sanguíneas, como antioxidante e coagulação sanguínea, respectivamente.”

Mesmo sendo um elemento essencial para se manter saudável, o corpo humano não produz todas as vitaminas necessárias e, por isso, precisa consumir através de fontes externas. A forma mais fácil de ingerir essas substâncias é através dos alimentos, com uma dieta equilibrada que permita o consumo balanceado desses nutrientes. Mas ainda assim é fácil encontrar pessoas que tenham carência de alguma dessas vitaminas.

A funcionária pública Maria de Fátima Torres, 50, é exemplo de quem sofre com a deficiência dessa substância. Mesmo com o consumo variado de frutas, verduras e legumes, em isolamento social há cerca de cinco meses, ela teve uma queda no índice de vitamina D e precisou optar pela suplementação. “Eu tenho uma dieta equilibrada, mas em casa não consigo pegar tanto sol como quando saio para trabalhar, então a médica receitou os comprimidos. Mas é sempre bom ter a opção de tomar um remédio que ajude a melhorar a imunidade em momentos como esse, em que passamos por uma pandemia”, conta.

Alguns especialistas acreditam que a deficiência de vitaminas atinge cerca de metade da população mundial, principalmente vitaminas C e D. Isso torna as pessoas mais suscetíveis a doenças. Produzida com ajuda da natureza, a vitamina D também é conhecida como a “vitamina do sol”, visto que o corpo humano a produz quando exposto à luz solar. Além de auxiliar na manutenção da imunidade em alta, ela é importante para absorção de cálcio e fósforo, que ajudam na mineralização óssea. A vitamina do sol ajuda na absorção e reabsorção de nutrientes essenciais para que o os ossos cresçam e funcionem bem. Além disso, ela também ajuda no sistema digestivo, circulatório e nervoso.

Um par perfeito para a vitamina D é a vitamina C, que potencializa a ação de outras. Juntas, elas são ótimas aliadas do sistema imunológico e, por isso, o consumo de vitaminas C e D por meio de suplementação aumentou durante o período de isolamento social. Um estudo encomendado pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad) revela que 48% dos 275 entrevistados passaram a ingerir mais multivitamínicos. Na lista de justificativas, 63% das pessoas disseram que querem melhorar a imunidade, sendo que os três tipos de produtos mais procurados foram multivitamínicos (28%), vitamina C (26%) e vitamina D (8%).

 “A vitamina C é mais conhecida e tradicional na casa dos brasileiros para ajudar a evitar gripes e resfriados, mas passamos a vender muito mais vitamina D neste período de pandemia. É importante que as pessoas se atentem ao equilíbrio entre essas substâncias”, enfatiza Flávia Ribeiro.

Além disso, a ingestão de vitaminas manipuladas é mais prática do que buscar essas substâncias apenas em alimentos. A farmacêutica explica que a manipulação oferece a dose exata e personalizada para cada indivíduo, conforme as necessidades diárias dele, enquanto os alimentos não agradam ao paladar de todos e podem conter níveis diferentes do nutriente.

Rainha do skincare

A vitamina C não é apenas uma aliada do sistema imunológico, mas também da pele. A substância ajuda a proteger a pele dos danos causados pelo sol, uniformiza o tom, retarda o envelhecimento, clareia manchas e auxilia na produção natural do colágeno. No mercado, ela está presente em máscaras de tratamento, filtro solar, séruns, loções, cremes e outros produtos e promete ser uma grande aliada. Uma das dicas é aplicar a vitamina C antes da maquiagem, por também ajudar a hidratar e proporcionar luminosidade.

Website: https://qualitymanipulacao.com.br/

Deixe o seu comentário