São Paulo, SP 3/9/2020 – O otimismo é responsável pela confiança no aumento de 40% do setor industrial, motivado pelo ritmo acelerado da produção industrial de diversos segmentos.

Apesar da pandemia de COVID-19, um levantamento da Fundação Getúlio Vargas – FGV trouxe boas notícias para empresários e trabalhadores da área industrial brasileira: o aumento no Índice de Confiança da Indústria, durante o mês de agosto.

A economia brasileira passa por um momento delicado, o coronavírus foi uma grande surpresa para diversos setores, sendo responsável por muitos impactos negativos; que resultaram em mudanças inesperadas; maneiras diferentes de organizar o trabalho e o fim de empresa, até então consideradas consolidadas. Porém, alguns segmentos conseguiram se manter firmes e apresentar um desenvolvimento “fora da curva”, como grande exemplo, podemos citar a indústria.

Pelo quarto mês consecutivo, o Índice de Confiança da Indústria (ICI) apresentou números consideráveis, obtendo na última quinta-feira, dia 27 de agosto, uma alta de 8,9 pontos, referente aos aspectos observados ao longo do mês de agosto.

A pontuação acumulada no momento é de 98,7 pontos, o que, segundo grandes especialistas da área, representa uma recuperação de 93,8 % de todas as perdas registradas entre os meses de março e abril, quando o Brasil passou pelo período mais intenso de isolamento social.

O Índice de Confiança na Indústria é um indicador mensal obtido por meio da sondagem da Indústria de Transformação Brasileira, com dados coletados nas primeiras três semanas do mês em empresas de pequeno, médio e grande porte.

Conforme a Fundação Getúlio Vargas, responsável pelo cálculo do índice, essa pontuação representa a tendência de recuperação da indústria e como ela se mantém consistente e disseminada, durante os últimos quatro meses. A opinião dos empresários sobre a indústria também é positiva, aproximando-se bastante dos números de antes de pandemia.

A expectativa atual é o crescimento industrial, o otimismo é responsável pela confiança no aumento de 40% do setor industrial, motivado pelo ritmo acelerado da produção industrial de diversos segmentos.

E não são somente os empresários que demonstram confiança no setor, os trabalhadores também estão bastante esperançosos. Segundo o Índice de Confiança do Trabalhador no Brasil, divulgado na rede social LinkedIn, houve um aumento de 5,89% desse indicador no mês de julho, quando comparado ao mês anterior.

Os funcionários encontram-se mais confiantes em relação a sua segurança no ambiente de trabalho, progressão nas suas carreiras e possuem boas perspectivas financeiras; fatores interessantes e que podem ser trabalhados pelas empresas para o aumento da produtividade.

Diversos especialistas confirmam, o aumento da produtividade está intimamente ligado com a qualidade de vida e satisfação dos trabalhadores, o que torna o momento propício para investir na qualificação de colaboradores, considerada uma das melhores maneiras de aumentar a motivação e engajamento de uma equipe.

Todos segmentos, inclusive a indústria, estão apostando na capacitação dos seus funcionários, aproveitando a situação atual e investindo em cursos e treinamentos, principalmente na modalidade online, que apresenta condições bastante favoráveis para quem procura investir na aprendizagem profissional, durante esse período considerado de recuperação industrial.

Empresas de educação, com foco na oferta de pacotes de cursos profissionalizantes são uma ótima opção para indústrias que têm esse objetivo, um bom exemplo é o Cursando Técnico, instituição de ensino com opções técnicas e profissionalizantes online; que oferece opções flexíveis, com base no seu de catálogo de cursos, compatíveis com as necessidades de indústrias de diversas áreas.

Empresário da área industrial esse é o momento de investir na sua equipe, aproveitar os bons índices de confiança na indústria e começar a construir o futuro da sua organização. O reaquecimento do mercado é uma realidade, aproveite as oportunidades!

 

 

Website: https://cursandotecnico.com.br/

Deixe o seu comentário