São Paulo,SP 30/9/2020 –

Cenários de queda na Selic forçam o investidor a buscar novas fontes de investimentos.

Uma das estratégias da equipe econômica do Governo Federal é manter a taxa Selic em queda durante 2020, sendo que o valor já está em 2%, atualmente. Esse é um dos flancos de ataque do governo visando recuperar a economia dos impactos causados pelo novo coronavírus.

O objetivo com essa política econômica é simples: com a redução da taxa de juros, o crédito fica, em teoria, mais barato para empresas e pessoas físicas. No entanto, a diminuição dos juros não é uma boa notícia para os investidores.

Cenários de queda na Selic forçam o investidor a buscar novas fontes de investimentos mais rentáveis que os ativos da renda fixa. Mesmo com altas taxas de retornos do CDI na carteira, se o ano fecha com a Selic em 2%, o acumulado nos doze meses fica em apenas um digito além dos descontos, devido à inflação que vem crescendo nos últimos meses.

Dessa forma, o caminho natural é o investidor começar a procurar novas saídas para continuar no saldo positivo. Sendo assim, três são as principais alternativas encontradas por eles para superar o cenário atual:
– Investimentos com mais ricos e volatilidade;
– Aumentar o prazo de investimentos própria renda fixa para conseguir trabalhar com taxas mais altas;
– Títulos de renda fixa de empresas e bancos.

Alguns exemplos dessas operações são contas de banco digital com remuneração de 100% do CDI, Tesouro Selic e fundos do tipo simples com taxa zero.

Investindo em empréstimos entre pessoas

Outra forma interessante de conseguir fazer investimentos, no atual cenário, é por meio do empréstimo online entre pessoas físicas. Essa modalidade de crédito vem ganhando cada vez mais espaço no mercado e apresenta vantagens interessantes tanto para tomador como para investidor.

Os destaques quantos aos investidores são:
– Grande número de pessoas interessados no crédito, haja vista a facilidade em fazer a solicitação e ter acesso ao crédito;
– Altas taxas de rendimento;
– Baixa taxa de inadimplência registrada nas fintechs;
– Possibilidade de reinvestir o lucro obtido quantas vezes quiser sem nenhum tipo de impedimento;
– Ausência de burocracia.

Vantagens para quem deseja investir emprestando online

O Bullla é uma fintech autorizada pelo Banco Central e pode ser a grande alternativa para investidores com a taxa Selic em baixa. Uma das principais vantagens é o fato de o serviço ser oferecido online. Ou seja, não é preciso deslocar-se, agendar horários ou passar por processos burocráticos para começar a investir. Basta fazer um cadastro pessoal, preencher um breve formulário e informar o valor inicial de investimento. Além disso, outra vantagem importante para o investidor é a rentabilidade. O Bullla não ganha dinheiro com o aumento de taxas, ou seja, não há intermediários no processo e o retorno será maior e de forma mais rápida.

Outro ponto interessante é que, uma vez cadastrado na plataforma, o investidor ainda tem a vantagem de montar a sua própria carteira segundo os seus critérios. Sendo assim, ele poderá emprestar ou não, de acordo com informações, como: nota de crédito – uma das exclusividades do Bullla para ajudar bons pagadores e os investidores na hora de analisar o risco da operação; o motivo pelo qual esse crédito está sendo solicitado; o prazo para quitar a dívida; número de parcelas; taxas envolvidas de acordo com parcelas e prazo; dentre outros parâmetros.

Taxas de juros menores que as praticadas no mercado atraem mais pessoas interessadas em empréstimos e, consequentemente, aumentam o universo de pessoas para fazer investimentos. O resultado é a possibilidade de multiplicar a rentabilidade por meio de várias operações. Isso é possível graças ao fato de que o Bullla não tem a rentabilidade ligada aos juros e, sim, à prestação de serviço.

Outra consequência positiva de taxas menores para os investidores é a menor incidência de inadimplência nas operações. Se as taxas de juros são menores e as condições de pagamento não comprometem o orçamento do tomador, então, dificilmente ele deixará de cumprir o acordo garantindo o retorno esperado pelo investidor. Com apenas R$ 1.000,00 já é possível fazer o investimento no Bullla. E quanto mais operações o investidor financia, maior é o teto do investimento. No site é possível encontrar mais informações.

Website: https://www.bullla.com.br/

Deixe o seu comentário