15/7/2020 – Em alguns anos vão existir dois tipos de empresas as que fazem negócio pela Internet e as que estão fora dos negócios (Bill Gates).

Nessa nova realidade, a máxima “inove ou morra”, passa a ser aplicada a todos os setores. Veja tecnologias que ajudam a tornar uma empresa relevante diante de uma nova realidade.

As tecnologias junto aos novos modelos de gestão que as empresas mais inovadoras do mundo estão aplicando mudaram a indústria para sempre. Nada hoje em dia é criado sozinho, empresas que oferecem produtos e não experiências perdem relevância rapidamente. Grandes corporações perdem cada vez mais a briga com as startups, venture capital e corporate venture são termos cada vez mais usados dentro das empresas. A Tecnologia já mostrou que é capaz de transformar indústrias, transformar cenários e transformar modelos de negócios. O futuro de ontem não é mais o de hoje e se as tecnologias continuarem evoluindo na velocidade atual, não se sabe qual será o futuro do mercado amanhã.

Diante desse “novo normal”, algumas tecnologias podem contribuir para manter empresas relevantes diante dessa nova realidade, infraestrutura e segurança para Home Office, comércio virtual, ensino à distância, videoconferências, inteligência artificial, Internet das Coisas (IoT), Machine learning e etc. Essas tecnologias deixaram de ser previsões para o futuro e hoje estão disponíveis para empresas de todos os portes.

De acordo com Anderson Sene, gerente da Next Tecnologia, empresa nacional de tecnologia e inovação, ainda são poucas as organizações preparadas para enfrentar o “novo normal”. “Algumas empresas tentaram a rápida implantação de diversas tecnologias, mas por falta de especialização na área e/ou ausência de planejamento, pode-se destacar que o mercado deverá se ajustar tecnologicamente para iniciar o processo de inovação. O home office, por exemplo, alguns imaginam que é apenas acessar o e-mail corporativo por meio do seu notebook pessoal durante o expediente e exercer suas funções a distância, mas o conceito é vai além disso, uma vez que se precisa de infraestrutura adequada e segurança das informações”, afirma.

Home Office
O primeiro passo para qualquer empresa que pense em implementar o trabalho a distância é adotar uma estratégia de acesso e optar por estruturas em cloud sempre por meio de uma conexão virtual segura, como uma rede privada virtual (VPN, sigla em inglês), por exemplo. A rede interna da empresa também precisa estar preparada para que não seja sobrecarregada ao ser acessada simultaneamente por muitos usuários remotos, o congestionamento nessa infraestrutura pode impedir o acesso aos sistemas da companhia.

Comércio virtual
Refere-se às vendas pela internet, mais especificamente, as que são realizadas por uma única empresa, seja um fabricante ou revendedor, por meio de uma plataforma virtual própria, o conceito de e-commerce envolve muito mais do que apenas a criação de um site, trata-se de um tipo de empreendimento que se diferencia pela sua estrutura de funcionamento, altamente relacionada ao digital.

Ensino a distância
O Conselho Nacional da Educação aprovou na última semana (7) um parecer com orientações para a retomada gradual de aulas e atividades pedagógicas presenciais. Apesar das sugestões apresentadas, o órgão reforça que o retorno não dará conta de toda a oferta de aprendizado e que a presença do ensino à distância será necessária até, pelo menos, 2021. Para que as aulas a distância funcionem, o planejamento da tecnologia é essencial, no curto prazo ferramentas gratuitas são atrativas, mas no médio prazo questões relacionadas à segurança das transmissões e organização eficiente do processo de ensino e aprendizagem são grandes desafios, por isso diante de inúmeras soluções disponíveis seja criterioso na escolha para que não tenha problemas no futuro.

A utilização dessas soluções pode ser muito mais bem aproveitada se as empresas pensarem na flexibilidade e maximização de resultados que elas podem promover. “Observa-se que a crise acelerou a transformação tecnológica e tenderá a crescer ainda mais nos próximos anos. Talvez avançaremos cinco ou dez anos em apenas um. Pequenas ações iniciadas agora, certamente, acelerarão a inovação e o planejamento evitará que as companhias corram riscos desnecessários no futuro”, conclui o gerente da Next Tecnologia.

Website: http://ti.nexttecnologiadainformacao.com.br/

Deixe o seu comentário