Estados Unidos 21/7/2020 – A AG Immigration faz uma avaliação gratuita que servirá de base para o pedido de Green Card junto às autoridades americanas.

A possibilidade de carreira na aviação americana é uma boa oportunidade para pilotos brasileiros no cenário pós-pandemia. O Governo Americano classifica esta profissão como de interesse nacional e estratégico para os EUA, portanto é flexibilizado o processo de imigração para pilotos estrangeiros por meio do visto chamado de interesse nacional, o EB-2 NIW (National Interest Waiver).

Embora no momento a pandemia da COVID-19 tenha reduzido a quantidade de voos domésticos e internacionais, gerando uma crise na indústria, a previsão de retomada do mercado aéreo é otimista para 2021, e quem pretende trabalhar como piloto nos Estados Unidos deve se antecipar ao mercado e já dar entrada no processo imigratório, que leva em média de 10 a 12 meses para ser concluído.

A possibilidade de carreira na aviação americana é uma boa oportunidade para pilotos brasileiros no cenário pós-pandemia. O Governo Americano classifica esta profissão como de interesse nacional e estratégico para os EUA, portanto é flexibilizado o processo de imigração para pilotos estrangeiros por meio do visto EB-2 NIW (National Interest Waiver).

Os Estados Unidos concentram o maior mercado de aviação do mundo. Pilotos de linhas comerciais recebem remunerações que variam de 300 a 400 mil dólares anuais, além de excelentes benefícios de saúde e planos de aposentadoria. Curiosamente, mesmo com este cenário favorável, as companhias aéreas americanas encontram extrema dificuldade para a contratação de pilotos. Em 2019, a Boeing estimou que existe um déficit de 15 mil profissionais no setor de aviação do país, e que serão necessários cerca de 250 mil novos pilotos para suprir esta escassez. São estatísticas preocupantes e que tendem a se agravar na próxima década.

Hoje em dia são poucos os jovens americanos que decidem ingressar na carreira de piloto, principalmente devido aos altos custos acadêmicos e de obtenção de licenças envolvidas. Esta falta de renovação de profissionais ainda é agravada quando levado em conta que cerca de 40% dos pilotos em atividade nos EUA irão se aposentar nos próximos anos.

Outro fator que contribuiu para o aumento desse problema foi a ascensão de companhias aéreas asiáticas e do mundo árabe, como a Fly Emirates e a Qatar Airways, que além de oferecerem salários muito acima da média do mercado ainda “seduzem” pilotos estrangeiros com a isenção de diversos impostos. Uma considerável parcela de pilotos americanos ingressou nestas companhias desde o início dos anos 2000, aumentando o déficit da profissão nos EUA.

Sem conseguir gerar uma quantidade interna de pilotos que resolva estes problemas, os Estados Unidos recorrem ao talento de profissionais estrangeiros que queiram contribuir com o mercado de trabalho do país; especialmente aqueles mais experientes, que possuem mais de 2 mil horas de voo.

O Brasil é tradicionalmente um país que produz muitos pilotos de avião e demais áreas técnicas ligadas a aviação, e cujo profissionais possuem excelentes chances de ingressar em companhias americanas.

Para incentivar a chegada de pilotos aos EUA, o governo americano classificou esta profissão como de interesse nacional e estratégico do país, flexibilizando o processo de imigração para pilotos estrangeiros.

O visto EB-2 NIW (National Interest Waiver) atende exatamente estes profissionais com experiência destacada e formação acadêmica como piloto. Trata-se de um visto que concede o direito a residência legal e permanente nos EUA, através de um Green Card. Em muitos casos, um piloto estrangeiro pode pleitear o EB-2 NIW sem mesmo precisar de uma oferta de trabalho nos EUA, com base somente em suas qualificações.

O piloto brasileiro que se enquadrar no perfil pode procurar a AG Immigration. Para verificar quais os critérios exigidos pelo Serviço de Imigração dos EUA para a concessão de um visto EB-2 NIW e realizar o pedido imigratório. O departamento jurídico realiza uma avaliação gratuita que servirá de base para o pedido de Green Card junto às autoridades americanas.

Sobre a AG Immigration
A AG Immigration é um dos principais escritórios de advocacia imigratória dos Estados Unidos e pode auxiliar neste processo, pois conta com uma equipe altamente qualificada. Dentre os profissionais está o advogado de imigração brasileiro/americano, Dr. Felipe Alexandre, que está pelo quarto ano consecutiva na lista: “Top 10 Immigration Lawyers in the State of New York” elaborada pelo “American Institute of Legal Counsel”.

Contato:
Site: https://agimmigration.law/
Fone: +1 (407) 728-6033 (11)4210-3678
e-mail: info@agimmigration.law

Website: https://agimmigration.law/

Deixe o seu comentário