Maringá-PR 3/11/2020 – Pensar Solar é gerar conhecimento, é fomentar e educar para a sustentabilidade, é disseminar um novo ponto de vista e é fazer parte de uma grande renovação

Nesta semana foi realizada a edição anual do prêmio Valor 1000, que escolhe as 25 melhores empresas campeãs em seus setores de atuação. Comprovando o fortalecimento do segmento de energia solar no país, a Aldo foi classificada como a melhor empresa do Brasil no setor Comércio Atacadista e Exterior

Nesta semana foi realizada a edição anual do prêmio Valor 1000, que escolhe as 25 melhores empresas campeãs em seus setores de atuação. O levantamento, que está em sua 20ª edição, é realizado pelo Valor em parceria com a Serasa Experian e com a Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV EAESP). Os dados do ranking Valor 1000 mostram que a receita líquida das 1.000 maiores empresas do Brasil somou R$ 4 trilhões e 300 bilhões em 2019.

E, pela primeira vez, uma empresa do setor solar é reconhecida neste ranking. De acordo com dados da ABSOLAR, nos primeiros cinco meses de 2020, o setor de energia solar criou mais de 37 mil empregos no País, mesmo com a queda da atividade econômica decorrente da pandemia da Covid-19. Somente em maio, foram gerados 7,2 mil postos de trabalho, trazendo R$ 1 bilhão em novos investimentos e uma arrecadação de mais de R$ 424,5 milhões aos cofres públicos.

Comprovando o fortalecimento do segmento de energia solar no país, a Aldo, líder em soluções para a geração de energia solar no país, foi classificada como a melhor empresa do Brasil no setor Comércio Atacadista e Exterior entre as maiores empresas do país. A companhia subiu 394 posições em relação ao ranking de 2019 e ficou na posição 504 entre as maiores do Brasil.

A Aldo é a empresa que mais cresce no segmento de energia solar. Prova disso, é que dos 300 mil sistemas fotovoltaicos existentes no país e que totalizam 3,6 GW de potência instalada de geração distribuída, de acordo com a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), mais de 100 mil geradores foram comercializados pela Aldo nos últimos quatro anos.

E mesmo em meio a um cenário desafiador por conta dos efeitos econômicos da Covid-19, a estimativa da Aldo Solar é crescer 50% em relação ao ano passado, quando faturou mais de R$ 1 bilhão e 360 milhões, com a energia solar representando 90% do faturamento da empresa.

Para Aldo Pereira Teixeira, fundador e presidente da ALDO, “estamos muito orgulhosos pelo reconhecimento do Valor 1000, que nos apontou como a maior empresa do Brasil no setor Comércio Atacadista e Exterior. Há quatro anos ousamos sonhar com a diversificação da matriz elétrica de nosso país, baseada em fontes limpas e renováveis, tendo o sol como maior parceiro e a sustentabilidade como lema”.

“Após oito meses de pandemia, já conhecemos muitas das dores desta crise e agora, com maior clareza, temos a certeza de que o nosso setor de geração de energia solar distribuída é parte da solução. Vale ressaltar que o setor de energia solar é um dos mais importantes na geração de empregos, redução de custos para as famílias e empresas e priorização da sustentabilidade e do meio ambiente”, explica o executivo.

“Para 2021, planejamos um crescimento de 3 dígitos e pretendemos fornecer mais de 1GW de potência, com mais de 100.000 geradores de energia solar vendidos para todo Brasil. De acordo com dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) cada 1GW de potência instalada é capaz de gerar mais de 30.000 novos empregos em toda a cadeia.  Também estimamos mais de R$ 4,5 bilhões em investimentos privados para os nossos 13.000 revendedores espalhados por todo o território nacional. Assim, o crescimento e o reconhecimento do mercado só corroboram nossa missão de apoiar a energia solar no Brasil”, comemora o executivo.

“Pensar Solar é gerar conhecimento, é fomentar e educar para a sustentabilidade, é disseminar um novo ponto de vista. Mas, acima de tudo, utilizar ENERGIA SOLAR é fazer parte de uma grande renovação”, finaliza.

Mais informações: https://www.aldo.com.br

Website: https://www.aldo.com.br

Deixe o seu comentário