Rio de Janeiro 24/7/2020 – É uma forma de recompensar o trabalho da pessoa que está criando o conteúdo que você gosta de consumir

Conhecer recursos como as estrelas do Facebook é importante para qualquer criador de conteúdo. Isso porque as mídias sociais apresentam diversas ferramentas que podem tornar a produção de conteúdo mais fácil e mais lucrativa, e as estrelas do Facebook são uma delas.

De acordo com o diretor da Agência IMMA e especialista em marketing digital Rodrigo Darzi, as estrelas do Facebook funcionam como uma forma de gorjeta. “A lógica é a mesma de uma gorjeta,” explica o especialista. “Você compra as estrelas e, com isso, contribui com uma certa quantia monetária para um criador de conteúdo que você aprecie. É uma forma de recompensar o trabalho da pessoa que está criando o conteúdo que você gosta de consumir.”

No caso das estrelas, o formato de conteúdo sendo recompensado é o streaming, ou a transmissão de vídeo ao vivo. O streaming é uma das ferramentas de produção de conteúdo mais populares da internet. “Hoje em dia, fazer streaming de jogos, por exemplo, pode ser uma forma de construir uma carreira,” comenta Darzi. “E, para qualquer marca, o vídeo ao vivo é um formato de conteúdo muito benéfico, porque você criar uma conexão em tempo real com os usuários. É algo que ajuda a construir uma imagem autêntica da sua marca, o que é muito positivo.”

E quanto valem as estrelas? “A cada estrela que você compra e envia para um criador de conteúdo, o Facebook paga para essa pessoa U$ 0,01,” explica Rodrigo. Ele também afirma que é possível verificar a contagem total de estrelas no Estúdio de Criação, clicando em “estatísticas de estrelas”. Dessa maneira, para um criador, essa é uma boa forma de avaliar se o conteúdo que está sendo transmitido está sendo bem recebido pelos seguidores. Afinal, quanto mais os usuários apreciarem uma produção, mais estrelas o criador responsável por ela vai receber. A consequência, então, é que o streaming se torna uma opção ainda mais lucrativa.

Website: https://agenciaimma.com.br/

Deixe o seu comentário