23/6/2020 –

Para muitas pessoas, viajar sem o pet é algo impensável. Seria como se uma parte da família não pudesse aproveitar as férias.

Embarcar numa aventura com o bichinho de estimação pode se tornar algo estressante – tanto para o animal quanto para o seu dono – se alguns cuidados não forem tomados.

Em decorrência da quarentena e do isolamento social muitas viagens foram canceladas, porém, aproveitar esse período para planejar a próxima viagem – e incluir o pet – pode ajudar a garantir que tudo fique mais seguro e confortável para todos. Veja algumas dicas:

Viagens de ônibus

O dono do animal deve entrar em contato com a empresa para verificar se é possível viajar com animais. As regras e procedimentos podem variar de acordo com a empresa, por isso, essas particularidades devem ser verificadas com antecedência.

Mesmo que o ônibus exija apenas que o animal seja preso por uma coleira e fique perto do dono, a personalidade dele deve ser considerada para a adoção de cuidados adicionais por parte do dono — se ele tem medo de pessoas estranhas, costuma correr ou tenta morder quem se aproxima.

Viagens de avião

As regras gerais da companhia aérea devem ser sempre conferidas. Algumas exigem que o animal tenha mais de dois meses e já esteja desmamado. Outras, permitem apenas cães e gatos com mais de quatro meses, que foram vacinados, no mínimo, um mês antes da viagem.

Outra dica para viajar de avião com o pet é optar por voos diretos. Fazer uma reserva no meio da semana ajuda a embarcar em um avião com menos passageiros – o que permite lidar melhor com animal.

A caixa de transporte precisa ser confortável e com material que absorva água, algo essencial para caso o pet sinta a necessidade de fazer xixi.

Viagens de trem

Também é preciso contatar a empresa para verificar se existe a possibilidade de levar animais de estimação.

É essencial levar um kit com alimentos, coleira, água engarrafada, recipientes para comer e beber e demais itens que possam ser necessários. Ter alguns brinquedos do animal pode confortá-lo e diminuir o estresse de uma viagem, já que o faz se lembrar de casa.

Viagens de carro

A caixa de transporte de pets é o item em comum para todas as viagens. No carro, ela ajuda a evitar que o animal coloque a cabeça para o lado de fora do veículo, correndo o risco de pular ou provocar algum acidente.

Não é aconselhável deixar o animal sozinho dentro do carro em nenhuma hipótese, pois pode ser afetado tanto pelo calor quanto pelo frio intenso.

Paradas a cada duas horas são recomendadas para que o pet possa fazer suas necessidades.

O cinto de segurança próprio para animais pode ser uma alternativa para a caixa, mas o pet já precisa estar acostumado com ele ou estar habituado a usar coleira peitoral.

Para todas as viagens
– Levar os cartões de vacina atualizados;
– Consultar o veterinário sobre uso de medicamentos e alimentação;
– Se o tempo estiver quente, viajar à noite ou pela manhã pode ajudar no conforto do animal;
– A caixa de transporte deve ter tamanho o suficiente para que o animal possa se mover e ficar em pé, além de ter um bom espaço nas laterais;
– Verificar a documentação os requisitos para viagens internacionais.

Clube de Turismo

O Clube Candeias oferece aos seus associados uma série de vantagens como descontos e participação no programa de recompensas. O Clube dispõe de diversas unidades próprias em várias cidades brasileiras e uma rede integrada com mais de 500 mil opções em hospedagens pelo mundo.

Para viajar mais, vale a pena conhecer a edição limitada série especial RC1. Acesse em http://marketing.clubecandeias.com/rc1

Website: http://marketing.clubecandeias.com/rc1

Influenciador digital e amante da tecnologia. Quer saber como ter um negócio lucrativo na internet? Então, siga o meu perfil.

Deixe o seu comentário