São Paulo 28/7/2020 –

Resultado foi divulgado em junho por empresa líder de pesquisas do segmento

A Canon do Brasil, líder mundial em soluções de imagem digital, teve bons resultados em vendas de impressoras corporativas no primeiro trimestre de 2020 com relação às vendas no mesmo período do ano anterior. De acordo com dados divulgados pelo estudo IDC Quarterly Hardcopy Peripherals Tracker, Q1 2020 da IDC Brasil, a Canon teve um percentual de crescimento de 803% em vendas de unidades e 290% de crescimento em receita no mercado nacional de impressoras MFP laser monocromáticas. O principal equipamento responsável por esses números positivos foi a impressora Canon imageRUNNER 1643iF.

Esse crescimento se dá pelas conquistas obtidas em mercados específicos. A Canon teve crescimento expressivo no principal segmento do mercado brasileiro de impressoras: equipamentos MFP A4 PB de 31 a 44 ppm. Neste segmento o market share da empresa foi de 12%, comparado à participação de 1% ao mesmo período de 2019.

“Iniciamos nosso movimento de crescimento de market share no quarto trimestre de 2019 com o lançamento do modelo iR 1643iF, em 2020 tivemos a comprovação que o mercado havia reconhecido a qualidade deste produto, nos ajudando a conquistar estes números expressivos”, afirma Fabiano Peres, gerente de revendas e distribuição da Canon do Brasil.

No segmento A3 de impressoras multifuncionais coloridas, a Canon mais que dobrou sua participação com 19% de market share, ante 7% nos três primeiros meses de 2019.

O mercado de produção é outro que merece atenção. Neste segmento de Light Production Monocromático (até 110ppm), a participação da Canon foi de 54% no primeiro trimestre de 2020 frente aos 25% de participação no mesmo período de 2019.

Os equipamentos Canon que foram mais vendidos no período são:

• Preto e Branco, laser, A4: imageRUNNER 1643iF e imageCLASS MF445dw

• Colorida, laser A3: imageRUNNER C3025 e imageRUNNER ADVANCE C3525/C3530

• Produção Preto e Branco: imageRUNNER ADV 8505, varioPRINT VP140, VarioPrint 6000

• Produção Colorida: imagePRESS C910

“Fizemos um estudo de participação de mercado, com os modelos que mais vendiam e qual era a nossa realidade. Levamos este projeto para a Canon Inc. no Japão e conseguimos novas precificações, mais competitivas, isto nos ajudou. Também entramos com estratégias específicas para os canais de distribuição”, conta Peres.

Outro ponto que vale destaque é o levantamento feito pela Canon Latin America com equipamentos que custam acima de U$ 500. Neste nicho, a Canon Brasil ficou com a terceira posição em números de equipamentos vendidos. “Consideramos que equipamentos com esse valor (cerca de R$ 2.500) são os mais adequados para o mercado corporativo. Pensando nisso, estamos acima de alguns dos principais players de mercado”, explica Tadeu Faria, analista de produtos da Canon do Brasil.

“Estamos otimistas com relação aos números do segundo trimestre. Tivemos um volume saudável de negócios dentro do possível, de tudo que a pandemia trouxe. Claro que esse ano teríamos resultados muito positivos, mas acho que vamos nos aproximar das metas estabelecidas antes dessa pandemia. No fim, nosso amplo leque de soluções, o lineup completo, nos fez superar esse período com fôlego”, continua Fabiano Peres.

Muito deste crescimento está relacionado aos softwares oferecidos pela Canon, o uniFLOW e o Therefore. Ambas soluções são fundamentais e agregam diversas funcionalidades aos equipamentos Canon que se tornam ainda mais eficazes e competitivos no dia a dia das empresas. “Esse é um nicho que acreditamos muito, ainda mais agora que as empresas vivenciaram uma nova realidade, o home office. Nossos softwares de gestão serão cada vez mais necessários”, afirma Tadeu.

“Continuaremos trabalhando com o foco em soluções exigidas pelo mercado com estratégias bem estabelecidas para continuarmos lançando produtos competitivos aumentando nossa participação dentro da indústria”, finaliza o gerente da Canon.

Website: http://www.canon.com.br

Deixe o seu comentário