Sydney, NSW. 14/7/2020 – Sob os auspícios da ARENA, as 36 expressões de interesse por projetos de hidrogênio, com um valor combinado superior a AU$ 3 bilhões em investimentos.

Os projetos selecionados no âmbito da rodada de financiamento também podem ser considerados para financiamento pelo governo por meio do Fundo Avançado de Hidrogênio de A$ 300 milhões. Esses projetos nos ajudarão a alcançar nosso objetivo de tecnologia de H2 (“Gás hidrogênio”) inferior a AU$ 2 mais cedo, pois com apenas AU$ 2 por quilograma de hidrogênio, tornando-o uma alternativa altamente viável a outras fontes de energia.

A indústria emergente de hidrogênio da Austrália já está mostrando sinais promissores de sucesso, com forte interesse sendo registrado no desenvolvimento de projetos de hidrogênio em escala comercial.

O governo liberal nestes últimos 7 anos sempre teve uma postura no mínimo reticente em relação ao necessário provimento de incentivos no desenvolvimento e uso de fontes de energias renováveis e até mesmo na aceitação cientifica do aquecimento global. E tudo continuaria sendo negado, se desde o ano de 2018 a Australia não tivesse sofrido o seu pior período de seca em 100 anos e no final de 2019 os fogos na mata foram os mais catastróficos que se tinham registro até o momento.

Mas, após superadas estas crises, em março último a Covid-19 apareceu e desde então a opinião dos governantes tem-se alterado rapidamente com uma sintonia maior com a da comunidade cientifica. Sendo assim, no ano passado, o mesmo governo liberal de antes anunciou um programa de financiamento dedicado para ajudar a acelerar o desenvolvimento de hidrogênio renovável na Austrália.

Os pedidos do programa de financiamento foram feitos na Rodada de Financiamento de Implantação de Hidrogênio Renovável (“Renewable Hydrogen Deployment Funding Round”) no valor de AU$ 70 milhões de dólares australianos, sob os auspícios da Australian Renewable Energy Agency (“ARENA”), a qual recebeu 36 expressões de interesse por projetos de hidrogênio, com um valor combinado de mais de AU$ 3 bilhões em investimentos.

O ministro da Energia e Redução de Emissões, Sr. Angus Taylor, disse que a forte resposta demonstrou o amplo interesse em uma futura indústria de hidrogênio na Austrália.

“A Austrália possui recursos abundantes que nos dão uma vantagem distinta quando se trata de desenvolver uma indústria de hidrogênio que pode fornecer milhares de empregos na Austrália regional e principalmente reduzir as emissões de carbono”, disse o ministro Taylor.

“O forte interesse na Rodada de Financiamento para Implantação de Hidrogênio Renovável do governo atual mostra que a indústria australiana está pronta para coinvestir com o governo e construir um setor sustentável de hidrogênio.

“Esses projetos nos ajudarão a alcançar nosso objetivo de tecnologia de H2 (“Gás hidrogênio”) inferior a AU$ 2 mais cedo, pois com apenas AU$ 2 por quilograma de hidrogênio, tornando-o uma alternativa altamente viável a outras fontes de energia.

“Isso se baseia em nossa indústria de hidrogênio existente, que apoia nosso setor de agricultura e mineração de enorme sucesso.”

O desenvolvimento de hidrogênio na Austrália se encaixa na estratégia do governo de investir em tecnologia de baixas emissões que pode fortalecer a economia e apoiar empregos por meio do Roteiro de Investimento em Tecnologia.

O financiamento da ARENA visa apoiar dois ou mais projetos de hidrogênio em larga escala para demonstrar eletrólise e tecnologias de hidrogênio renovável associadas em escala. Os projetos elegíveis devem ter uma capacidade mínima de 5 megawatts (MW) para serem alimentados por energia renovável ou por meio de uma abordagem de contratação ou por um processo de certificação.

A ARENA espera anunciar os projetos de sucesso por meio da Rodada de Financiamento para Implantação de Hidrogênio Renovável até o final de 2020.

Os projetos selecionados no âmbito da rodada de financiamento também podem ser considerados para financiamento pelo governo por meio do Fundo Avançado de Hidrogênio de A$ 300 milhões da Corporação Financeira de Energia Limpa (“CEFC – Clean Energy Finance Corporation”).

Para provar que agora estão sérios neste proposito no total, o governo já disponibilizou mais de A$ 500 milhões em apoio a projetos de hidrogênio desde 2015.

Lançada no final de 2019, a Estratégia Nacional de Hidrogênio visa apoiar uma indústria emergente a se tornar uma importante participante global até 2030 com exportações para mercados de energia, como a República da Coréia, Japão e Cingapura.

“Fica claro que o governo australiano está investindo pesadamente nesta indústria emergente de hidrogênio para obter bons resultados econômicos no curto prazo e não deixe de observar que as áreas regionais da Austrália serão os locais geradores dos milhares de empregos desta nova indústria. Então novamente a lição número um que devemos tirar destes fatos é que os primeiros ( aqueles que não pausaram ou desistiram do processo de imigração para a Austrália) serão os beneficiados, já que uma porção das vagas desta indústria emergente de hidrogênio serão provindas do programa de imigração regional ” comenta o agente de imigração MaCson Queiroz JP. Ele é fundador e diretor da M. Quality, única agência brasileira de imigração e negócios com mais de 19 anos de atuação na Austrália.

Então quem acredita que imigração para a Austrália se resume ao que pouco explica o site de imigração do governo, pode estar agora perdendo uma grande oportunidade de imigração ou investimento por ignorância das mais recentes leis imigratórias em vigor no país. Obviamente não reivindica-se para tornar-se um perito em leis imigratórias e fazer a própria imigração para a Austrália pois isto seria um total contrassenso, mas sim que consulte quem realmente entende de um assunto tão sério como este.

Sobre a M.Quality – A M.Quality ( www.mquality.com.br) é uma empresa de assessoria em imigração e negócios especializada em processos de visto para a Austrália. Fundada em 2001, é a única agência brasileira do setor que possui licença validada pelo governo australiano há mais de 19 anos. A M.Quality foi criada na Austrália e no Brasil por meio do empreendedorismo de MaCson Queiroz JP, businessman, engenheiro eletrônico pela Escola de Engenharia Mauá (SP), ex-instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/SP) e reconhecido consultor imigratório no país. Com sede em Sydney, a empresa possui também escritório em São Paulo. Para mais informações, visite www.mquality.com.br; siga o blog da empresa em http://mqualitynews.blogspot.com/ e no LinkedIn e Facebook. Seu portal tornou-se uma das mais procuradas fontes seguras de informação sobre imigração e empreendedorismo para a Austrália entre brasileiros e latinos.

Website: https://www.mquality.com.br/visto/

Deixe o seu comentário