Maringá-PR 19/5/2020 – Há muitos donos de bicicletarias que ainda consideram o investimento em marketing como um gasto desnecessário

A gestão de uma loja de bicicletas é um trabalho diário e requer muita atenção. Com o passar do tempo, muitos gestores caem em erros comuns e que podem prejudicar o crescimento do negócio.

O mercado está em constante mudança, sempre se atualizando ao surgimento de novas tecnologias. Ignorar esse avanço pode ser um erro gravíssimo na gestão de uma loja de bicicletas.

É essencial que, sempre esteja em contato com conteúdos a respeito do mercado, com atualizações e tendências. Além disso, aos concorrentes e empresas do ramo, mesmo que de outras localidades

Há muitos donos de bicicletarias que ainda consideram o investimento em marketing como um gasto desnecessário. Esse pensamento, porém, pode muitas vezes retardar o crescimento da loja.

O marketing é um conjunto de ações que geram valor ao consumidor, como investir na profissionalização dos funcionários, alimentar as redes sociais e promover descontos e promoções.

Essas medidas são ações valiosas e que, muitas vezes, implicarão em um investimento. Porém, certamente, surtirão efeitos positivos na gestão da loja de bicicletas.

Para muitos, fazer a gestão do estoque é simplesmente verificar a disponibilidade de um produto ou não. Porém, fazendo essa análise rasa, é deixado de fora informações importantes, como quais são o produtos mais e menos vendidos e quais as razões para isso.

Com a ajuda de uma planilha ou software de gestão, é possível manter um registro atualizado diariamente de datas de saídas e chegadas e das quantidades de unidades disponíveis.

Um ponto importante a se considerar é a escolha de bons fornecedores. Do contrário, é possível ter períodos de falta de produtos importantes ou pagar preços exorbitantes por eles. O ideal é escolher uma empresa de confiança e com boas condições de entrega e pagamento.

O primeiro passo é ter um registro atualizado diariamente do fluxo de caixa, das contas a pagar e a receber, das despesas (incluindo pagamento de funcionários), do controle de vendas e do controle de estoque.

A partir daí, poderá começar a programar para ter um capital de giro, ou seja, o valor necessário para que a loja seja mantida. Isso dará segurança financeira para que não passe apertos no final do mês.

Para isso, é necessário calcular a diferença entre o prazo de pagamento da mercadoria e o prazo de pagamento dos clientes. Em seguida, calcular custos fixos (aluguel, salários, internet) e variáveis (contas de luz, água, telefone, impostos, valor de estoque necessário) durante um mês.

Mais dicas em Blog ClubeB2B

Website: https://www.clubeb2b.com.br/

Deixe o seu comentário