Paraná 17/12/2021 – Acredito que muitas pessoas devem ter segurado o investimento no começo da pandemia e agora estão se sentindo mais seguras para continuar os seus projetos.

Previsão em janeiro era de 2,5% de crescimento, porém o avanço registrado é de 7,6%; a primeira franquia de construtora do país também relata aumento na demanda

Mesmo com a imposição de diversos desafios, como a continuação da pandemia de covid-19, escassez de matéria-prima e aumento nos custos de materiais como aço, cobre e semicondutores, o setor de construção civil registrou o maior crescimento da década, com uma expansão que chegará a 7,6% em 2021.

Os dados foram divulgados pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), no estudo chamado “Construção Civil: desempenho 2021 e cenário para 2022”, realizado pela entidade, em parceria com a Ecconit Consultoria. Esse crescimento significará mais emprego, mais renda e mais investimentos para o mercado.

Segundo o presidente da CBIC, José Carlos Martins, a demanda consistente por imóveis, as baixas taxas de juros e o incremento do crédito imobiliário vão continuar em 2022. “Um ponto em relação à pandemia é que as pessoas ficaram atualmente mais em casa e perceberam a importância da residência e de ficar junto dos familiares. Isso gerou uma demanda enorme por novas moradias, inclusive moradias adequadas para o novo momento que estamos vivendo”, disse Martins em matéria divulgada pela Agência Brasil.

Setor de construção civil no franchising

Os indicadores do segmento de construção civil no franchising não são diferentes, segundo o último boletim da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor registrou no terceiro trimestre de 2021 um crescimento de 10,8% em relação ao mesmo período de 2020, faturando quase R$ 4 bilhões em apenas três meses.

“Estamos no mercado de construção civil como franquia há quase dois anos e percebemos esse movimento de expansão e crescimento no mercado. Há muita demanda, as pessoas querem construir sua casa própria e terem o seu espaço do jeito que planejaram”, relatou o engenheiro Pablo Batista, proprietário da Construtora BAZA, a primeira franquia de construtora que surgiu no país. “Para se ter uma ideia de como o mercado está aquecido, apenas neste ano já abrimos 12 unidades e quase todas elas já estão executando obras pela região Sul e Sudeste do Brasil. Acredito que muitas pessoas devem ter segurado o investimento no começo da pandemia e agora estão se sentindo mais seguras para continuar os seus projetos”, falou o engenheiro.

Para o especialista em expansão de franquias e diretor da Como Franquear, Fred Henrique, a principal vantagem em atuar como franquia é contar com a expertise da franqueadora. “Quando a pessoa investe no modelo de franquia, ela tem um respaldo enorme por trás. A franqueadora ajuda a implementar a unidade, dá treinamento, suporte e passa todo o seu sistema de atuação, que já foi testado incansavelmente por muitos anos. Ao começar do zero, esse empreendedor vai enfrentar muitas dificuldades e cometer diversos erros que podem levar à falência do negócio. A chance de isso acontecer sendo uma franquia reduz em mais de 85%”, explicou o especialista.

Website: http://www.construtorabaza.com.br

Deixe o seu comentário