Campinas, SP 17/12/2021 – O cenário é totalmente favorável para o e-commerce.

Vendas através de e-commerces no Brasil durante o período tiveram crescimento aquém do esperado, porém, o total de vendas foi maior em comparação à 2020, que foi um ano onde as vendas cresceram cerca de 25%.

A expectativa para a Black Friday 2021 era alta, sendo que a ABComm (Associação Brasileira do Comércio Eletrônico) esperava um aumento de 25% em relação à 2020.

A realidade não foi esta, mas consolidou ainda mais o comportamento de compra em e-commerces no Brasil, segundo Felipe Jacobini, CEO da UPLevel, agência especializada em Marketing Digital, que ainda afirma que o cenário é excelente para o setor:

“Tendo em vista o cenário atual do Brasil, com a alta da inflação e desvalorização do real frente ao dólar, o crescimento das vendas no e-commerce em relação ao ano passado, demonstra que o hábito de compra pela internet no Brasil está cada vez mais difundido.

No ano passado, muitas lojas físicas estavam fechadas no período da Black Friday, forçando que parte das compras fossem online , porém, neste ano não, e a compra foi preferencialmente de forma online. O cenário é totalmente favorável para o e-commerce.”

Segundo levantamento do NielsenIQ|Ebit, referência de mensuração e análise do comércio eletrônico no Brasil, o total de vendas no e-commerce nacional foi de R$ 4,2 bilhões, representando um crescimento nominal de 5% em relação ao ano de 2020.

Dentre as categorias que mais se destacaram em crescimento, estão a telefonia e eletrodomésticos.

Felipe ainda afirma que o crescimento do comércio eletrônico continuará nos próximos anos: “empresas como Mercado Livre, Magazine Luiza e Amazon investiram pesado e tornaram o consumidor mais confiante na compra online. Quando, há 10 anos, você imaginaria comprar algo na internet de manhã e receber no período da tarde por um preço no mínimo igual ao da loja física e muitas vezes sem a cobrança de frete?”.

Website: http://uplevelmarketingdigital.com.br

Deixe o seu comentário