São Paulo – SP 11/11/2021 –

Negligenciar o tratamento da água para máquina de gelo pode causar uma série de problemas no equipamento e na saúde das pessoas.

A água é um dos elementos mais importantes na indústria de alimentos e bebidas. Com a proximidade do verão, a temperatura começa a aumentar, assim como o fluxo de clientes em bares e restaurantes em busca de bebidas refrescantes. Quando o estabelecimento não está preparado para suprir toda a demanda de gelo, certamente irá perder muitos pontos com os clientes. Isso faz com que equipamentos específicos e suas particularidades sejam grandes aliados nesse processo. Exemplo disso é o investimento no tratamento da água para máquina de gelo.

O gerente da empresa especialista em tratamento de água e filtragem, Asstefil, explica que além de apresentar uma vantagem sobre a rapidez na oferta do produto, a qualidade do que é produzido na máquina de gelo é outro fator importante. “O gelo só alcança sua melhor qualidade se a água de que foi formado também for de qualidade. Isso exige um tratamento local, possível em qualquer estabelecimento”, afirma Fabio de Oliveira.

“Além do gosto da bebida, que é influenciado caso a água não tenha passado por um tratamento, a eficiência operacional da máquina de gelo também pode ser comprometida”, alerta o empresário sobre a importância do tratamento da água para máquina de gelo na manutenção do equipamento.

Questionado sobre como funciona o tratamento da água para máquina de gelo, o gerente da Asstefil disse: “O processo compreende em reduzir a dureza da água, responsável pelo aspecto opaco do gelo, o derretimento rápido e a melhor uniformidade do cubo, além da redução no acúmulo no teor de ferro no interior das máquinas”, explicou.

Outro fator importante ressaltado por Fabio é que o consumo, mesmo que indireto, de água contaminada pode trazer uma série de problemas à saúde. “Febre, hepatite, infecções intestinais são alguns dos exemplos dos impactos na negligência do tratamento da água para máquina de gelo. Visto que as empresas têm buscado a cada dia prestar um serviço de excelência aos seus clientes, já passou da hora de buscar uma solução assertiva quando o assunto é fabricação de gelo, tão importante com o aumento da temperatura”, reforçou.

Oliveira ponderou que quando o gelo é fabricado com água de baixa qualidade ou contaminada, quando congelado, a baixa temperatura do refrigerador não retira todas as partículas de microrganismos, que podem prejudicar a saúde. “Por isso, inclusive de acordo com as determinações de órgãos como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), o gelo em estabelecimentos comerciais precisa ser fabricado com água filtrada ou tratada”, finalizou.

Website: https://asstefil.com.br/

Deixe o seu comentário