Sao Paulo, SP 8/12/2021 –

Dez vezes mais rápida, a internet 5G promete revolucionar a economia e a construção civil

As medidas de distanciamento da pandemia forçaram muitos segmentos a digitalizar processos que antes precisavam de mais contato humano. Com isso, o mercado adaptou-se e percebeu as facilidades encontradas ao utilizar a tecnologia como aliada. Nesse meio tempo, surgiu também a quinta geração de internet móvel (5G).

Implementada desde 2019 em alguns países e pelo menos dez vezes mais rápida que a atual 4G, a internet 5G é um exemplo de tecnologia que promete revolucionar a economia vem sendo cada vez mais falada no setor da construção civil. Segundo pesquisas, o mercado de 5G deve chegar a US $ 47,8 milhões em 2027.

Benefícios e diferenciais do 5G

Por ser muito mais veloz, ter ampla cobertura e conexões mais estáveis, essa tecnologia vai auxiliar os trabalhos remotos e a troca de dados e informações, que tornam-se praticamente instantâneas.

Outro diferencial é que o 5G permite maior número de conexões simultâneas sem interferência na performance. Mesmo com a expectativa de crescimento exponencial do número de dispositivos conectados, a nova tecnologia deverá suportar esta demanda sem maiores gargalos de desempenho.

Além disso, a internet 5G gasta 90% menos energia, refletindo em maior duração de bateria nos dispositivos. Com isso a produtividade das equipes tende a aumentar, já que não precisam pausar o trabalho para recarregar seus dispositivos, como smartphones e tablets.

Segundo Sílvio Etges, Gerente de Produtos da Teclógica: “Mais do que uma nova geração de internet móvel, devido à sua ótima performance, o 5G pode ser um importante impulso para a adoção de IoT (Internet das Coisas), tornando possível a interconectividade dos dispositivos. Sem contar que isso impulsiona o uso da Inteligência Artificial, que muitas vezes necessita da obtenção de dados em tempo real.”

Adequações necessárias para o 5G no Brasil

A internet 5G é uma rede wireless e irá substituir os cabos de fibra óptica. Utiliza ondas de rádio de alta frequência, que garantem sua melhor performance ao transmitir grande volume de informações.

Porém, as ondas de rádio são mais curtas e requerem maior quantidade de antenas. Mesmo aproveitando as torres de transmissão que já existem, será necessário investir em infraestrutura para instalar novas antenas, que suportem a conexão. Devido à quantidade de dados que serão transmitidos, também será necessário a construção de centrais de data base pelas cidades.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a tecnologia 5G já está em testes no Brasil e em fase de licitação com as empresas de telecomunicação. Essa inovação promete renovar várias áreas nos próximos anos.

Impactos na construção civil

Sílvio afirma que, na última década, a construção civil vem aderindo cada vez mais à tecnologia, utilizando recursos como BIM e softwares de gestão de obras para automatizar seus processos. Agora, com o 5G, ainda mais mudanças vêm por aí.

Porém, um grande entrave da conexão com ondas de rádio é que elas não podem atravessar certos materiais comumente utilizados na construção civil do Brasil, como concreto e aço.

Então, será necessário que, desde a fase de projeto, os times de engenharia tenham que investir em soluções que contornem isso, como instalar antenas dentro dos prédios.

“O 5G é uma realidade próxima, adaptar e melhorar os processos construtivos para a nova tecnologia torna-se essencial para o setor da construção.
Essa tecnologia também trará benefícios para o consumidor final, permitindo acesso à tecnologias construtivas diferenciadas, elevando seu nível de eficiência e conforto no dia-a-dia. Naturalmente, a automação com IoT é o grande destaque, mas o leque de oportunidades para melhorar o relacionamento com o cliente é enorme. “, ressalta Sílvio.

E isso começa até mesmo na captação de novos clientes, que podem visitar virtualmente uma unidade através de realidade aumentada, tornando a experiência de compra de imóveis muito mais transparente e simplificada.

Isso tornará a experiência de compra e venda de imóveis muito mais transparente e simplificada. Com isso aumentando a satisfação do cliente e trabalhando a reputação da empresa.

5G no canteiro de obras

A tecnologia 5G também irá fazer mudanças nos canteiros de obras, que serão cada vez mais remotos. A conexão e rapidez possibilitam o monitoramento do canteiro e a operação de máquinas e veículos autônomos de vários lugares do mundo, tudo em tempo real.

Com essa velocidade de conexão será possível acessar projetos 3D – que costumam ser arquivos pesados e demoram para carregar – em alta qualidade e em questão de segundos.

Em maio de 2020 o primeiro canteiro de obras com tecnologia 5G foi ativado em Pequim, na China. Cerca de 40 colaboradores estão construindo um distrito comercial com alta tecnologia. Entre os recursos utilizados estão óculos de IA, dispositivos robóticos e uso de blockchain.

Website: https://www.mobussconstrucao.com.br/

Deixe o seu comentário