São Paulo, SP 17/12/2021 – Tínhamos a responsabilidade (…) de mostrar ao setor que é possível realizar feiras de negócios de acordo com os novos protocolos.

O Prêmio Caio elegeu os melhores cases digitais, híbridos e presenciais que aconteceram no último ano.

O avanço da vacinação contra o COVID-19 no país está movimentando o setor de eventos que em 2020 teve uma redução de 35% em comparação ao que havia sido projetado para o ano, segundo o site Feiras do Brasil. 

Dados da Abrape (Associação Brasileira de Promotores de Eventos) apontam que só em 2021, mais de 530 mil eventos como shows, festas, e congressos deixaram de ser realizados. Mas, com mais de 65% da população brasileira totalmente vacinada contra o COVID-19, o setor começou a dar sinais de recuperação.

Em setembro, por exemplo, o Governo da Cidade de São Paulo decretou a obrigatoriedade da apresentação da carteirinha de vacinação para eventos com mais de 500 pessoas. Isso possibilitou a volta de grandes feiras de negócios que estavam há mais de um ano sem acontecer.

O Prêmio Caio, único do setor de eventos e turismo da indústria brasileira, reuniu na noite do último dia 14 no Expo Center Norte, em São Paulo, representantes de promotoras, hotéis, agências, associações e outras entidades para eleger as melhores ações realizadas entre junho de 2020 e julho de 2021. Dividida em três categorias principais (Sustentabilidade, Serviços e Eventos), a premiação teve como critério principal a inovação, entendendo que este foi o atributo principal para que empresas do segmento continuassem ativas em meio à pandemia.

A feira ABCasa Pocket Show, realizada pela Associação Brasileira de Artigos para Casa, Decoração, Presentes, Utilidades Domésticas, Festas, Flores e Têxtil, e uma das únicas a acontecer no segundo semestre de 2020, foi vencedora em duas categorias: Feira, Exposição Salão e Mostra B2B e Comunicação Visual. O evento aconteceu em outubro quando a cidade de São Paulo estava na fase verde do programa Plano SP, criado pelo Governo do Estado para a retomada da economia.

“Realizamos uma versão mais intimista das nossas feiras para garantirmos ao máximo a segurança de todos” disse Eduardo Turquerto, presidente da ABCasa, que também ganhou prata em Marketing Estratégico. “Tínhamos a responsabilidade não só de fazer um evento para nossos expositores e visitantes, mas também de mostrar ao setor que é possível realizar feiras de negócios de acordo com os novos protocolos”.

Ao todo foram 60 categorias no Prêmio Caio 2021 e dessas, 30 foram voltadas para eventos digitais, híbridos e presenciais que aconteceram no período. A expectativa é que em 2022 o setor volte a aquecer a economia e recupere o prejuízo causado pelos eventos não realizados no ano passado. Para a Abrape, o valor perdido só em 2020 chegou a cerca de R$ 90 bilhões.

Redação: Janaina Teixeira

Website: http://www.prêmiocaio.com.br

Deixe o seu comentário