São Paulo – SP 6/12/2021 – Com a reabertura dos parques, praias e práticas esportivas, a procura por artigos esportivos está em uma crescente, ao lado da busca por melhores preços

Dados demonstram aumento na venda de produtos esportivos, paralelo à pesquisa de preços na web; especialista comenta cenário e perspectivas pós-pandemia

Passada a fase mais crítica da pandemia de Covid-19, quando a prática de atividades esportivas ao ar livre, em espaços como parques, praias e academias foram interrompidas, a modalidade vive um momento de retomada. Segundo levantamento da Criteo, empresa de tecnologia global, a venda de artigos esportivos cresceu 127% em 2021 em comparação com o ano anterior. 

No mesmo sentido, uma pesquisa da VCA (Visa Consulting Analytics), identificou uma alta de 35% no número de transações – on-line e presenciais – referente a vendas de artigos e equipamentos esportivos realizadas no segundo trimestre de 2021 (abril a junho) em comparação ao mesmo período no ano passado. Ainda segundo o balanço, empresas do setor vêm experimentando um aumento constante no ticket médio.

Paralelamente, uma pesquisa da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC Brasil identificou que, embora comprando mais, os consumidores estão investindo em pesquisa de preço: 98% dos brasileiros procuram o melhor valor antes de concluir uma compra pela internet.

De forma concomitante, o estudo “Black Friday 2021”, realizado pela unidade de pesquisa da área de publicidade do UOL, aponta que 92% dos brasileiros pesquisam por preços de serviços e produtos antes da data de compra. Segundo a análise, a antecedência chega a ser de dois meses ou mais em 57% dos casos, ou um mês para 21% dos entrevistados.

Para Vagner Neubert, produtor de conteúdo digital do Melhor Esporte – site que faz reviews de produtos esportivos e comparativos de preços -, os dados demonstram que os brasileiros estão retomando as atividades físicas sem abrir mão de procurar os melhores produtos com os melhores preços.

“Ainda na pandemia, houve um ‘boom’ de vendas de bicicletas ergométricas, esteiras, entre outros equipamentos para a prática esportiva em confinamento. Agora, com a reabertura dos parques, praias e práticas esportivas, a procura por artigos esportivos está em uma crescente, ao lado da busca por melhores preços, na esteira da crise econômica”, afirma.

Público do setor esportivo está mais exigente e diversificado

Neubert destaca que os consumidores estão cada dia mais conscientes – e exigentes -, utilizando a internet tanto para se informar sobre os melhores produtos para os seus objetivos específicos, quanto em busca dos melhores preços.

“A crise potencializou o acesso a sites que trazem marketplace com comparativos de preços e reviews. Além do mais, há outros fatores em campo, como o ingresso de um maior número de fabricantes e lojistas ao comércio eletrônico e a adesão de consumidores, antes resistentes, às compras on-line”, explica.

A análise do produtor de conteúdo é corroborada com números da pesquisa Webshoppers 43, feita pela consultoria Ebit/Nielsen em parceria com o Bexs Banco. De acordo com o balanço, o comércio eletrônico cresceu 41% no país em 2020, com a chegada de 13 milhões de e-consumidores. Resultado disso, o número de compradores on-line atingiu uma alta de 29% em relação ao ano anterior, pré-pandemia.

“Com o aumento nas compras digitais durante a crise sanitária e com a criação de novos compradores on-line, os acessos a sites de análises de produtos e comparativos de preço dispararam. Agora, mesmo com a reabertura do comércio, esses acessos se mantêm, embora parte das vendas voltem a migrar para as lojas físicas”, acrescenta. 

Para Neubert, as perspectivas para o setor esportivo no chamado pós-pandemia são animadoras. “Com a reabertura total dos espaços, agora temos dois tipos de consumidores: os que vão partir para as práticas esportivas ‘lá fora’ e os que se adaptaram a fazer atividades físicas dentro de casa. Ainda assim, as empresas do setor devem se preparar, considerando um ambiente cada dia mais competitivo”.

Para mais informações, basta acessar: https://melhordoesporte.com.br/

Website: https://melhordoesporte.com.br/

Deixe o seu comentário