Seattle/WA 1/11/2021 –

SEATTLE, Nov. 01, 2021 (GLOBE NEWSWIRE) — A CryptoLiteracy.org, uma iniciativa da indústria que promove a educação ampla do consumidor sobre moedas digitais, anunciou hoje seu lançamento, liderada por uma coalizão de grandes players, incluindo Coinme, CoinDesk e Digital Currency Group. A organização também divulgou os resultados da pesquisa inaugural de Conhecimento de Criptomoedas – realizada pelo YouGov – que revelou que 99% de brasileiros e mexicanos e 99% de americanos usuários da Internet americanos cientes das criptomoedas ou de bitcoins não conseguem passar em um questionário que avalia o conhecimento básico de criptomoedas. O primeiro Mês anual de Conhecimento de Criptomoedas em novembro de 2021 irá preencher essa lacuna educacional, incentivando o conhecimento básico de criptomoedas para que os consumidores possam tomar decisões bem-informadas e fazerem transações com segurança.

“Nosso setor precisa se esforçar mais para disseminar o conhecimento de criptomoedas em todo o mundo. Com isso, podemos ajudar as pessoas a melhorar a vida, entendendo como utilizar criptomoedas”, disse Neil Bergquist, CEO e cofundador da Coinme. “Como defensora do acesso justo e simples às moedas digitais, a Coinme tem orgulho de liderar esse esforço em colaboração com os principais parceiros do setor.”

Um questionário na CryptoLiteracy.org permite que as pessoas de todo o mundo possam testar seu nível de compreensão da criptomoeda e identificar onde elas precisam aprimorar o conhecimento por meio de um curso organizado pela CoinDesk. Além disso, os insights da pesquisa anual estarão disponíveis no site com um relatório para download dos resultados em cryptoliteracy.org/2021report.

Principais Resultados da Pesquisa do Conhecimento de Criptomoeda
O questionário consiste em 17 perguntas que avaliam o nível de conhecimento de criptomoeda, bitcoin, De-Fi, blockchain, mineração, tipos de carteiras, NFTs e opinião geral sobre as moedas digitais. A pesquisa foi disponibilizada pela YouGov para uma população de 1.000 usuários da Internet com conhecimento de criptomoedas ou bitcoins em cada país, balanceada por idade, gênero e nível educacional (e raça/etnia nos EUA).

Como mostra a taxa de aprovação do questionário, existe uma lacuna significativa do conhecimento no Brasil, México e EUA. Nos EUA, quatro em cada 10 entrevistados não conseguiram responder a mais da metade das perguntas, escolhendo “não sei”. No entanto, os americanos tiveram um desempenho melhor do que os brasileiros, com três em cada 10 respondendo corretamente a cerca de um terço das perguntas do questionário. No geral, os países têm taxas de adoção semelhantes (14% no México, 15% no Brasil, 17% nos EUA).

“Existe uma necessidade real de disseminação do conhecimento da criptomoeda que seja acessível e que todos possam entender, independentemente da renda, gênero, raça ou status educacional. O Mês de Conhecimento de Criptomoedas é uma iniciativa importante, e selecionamos um conteúdo especialmente personalizado para pessoas com nível de conhecimento iniciante, intermediário ou especializado”, disse Ollie Leech, Editor de Aprendizagem da CoinDesk.

Os principais insights da pesquisa incluem:

  • México e Brasil Lideram a Intenção de Compra ou Venda de Criptomoedas. 30% dos brasileiros e 28% dos mexicanos informaram que pretendem comprar ou vender criptomoedas nos próximos seis meses, ao oposto de 12% dos americanos.
  • A Criptomoeda está falhando na sua missão de inclusão financeira. Em média, nos três países, os proprietários de criptomoedas, incluindo os proprietários de bitcoins, são mais jovens, mais ricos e mais do sexo masculino do que a população geral. Embora a visão da criptomoeda e do bitcoin seja criar maior inclusão econômica, os resultados mostram que a adoção não está equalizada.
  • A posse é o melhor professor. No Brasil, México e EUA, a posse de criptomoedas está associada a um desempenho mais alto em um teste de conhecimento de criptomoedas.
  • A compreensão dos fundamentos do bitcoin é baixa. Nove em cada dez entrevistados não tinham conhecimento de que o suprimento de bitcoins está limitado a 21 milhões. Além disso, apenas quatro em cada dez entrevistados tinham uma compreensão clara do que determina seu preço.
  • O caso de uso da criptomoeda varia de acordo com a área geográfica e a geração. 25% dos brasileiros e um terço dos mexicanos entrevistados usariam criptomoedas para pagar por bens e serviços. No entanto, 50% dos americanos relataram que utilizariam criptomoedas para economizar para o futuro. As gerações mais jovens nos EUA são quase três vezes mais propensas a usar criptomoedas como meio de pagamento do que as gerações mais velhas, que consideram a criptomoeda mais como um investimento.

Teste o Seu Conhecimento de Criptomoedas
Consumidores de todo o mundo devem avaliar seu conhecimento de criptomoedas fazendo o teste no cryptoliteracy.org/quiz. As pontuações serão enviadas diretamente por e-mail para quem fez o teste, juntamente com cursos personalizados fornecidos pela CoinDesk para falta de conhecimento sobre os principais conceitos de criptomoedas.

O Mês de Conhecimento de Criptomoedas, Novembro de 2021, também contará com ofertas semanais de cursos da Crypto Explainer +, desenvolvidos pela CoinDesk. Para começar, visite CryptoLiteracy.org para fazer o teste e desafiar seus amigos.

SOBRE A CRYPTOLITERACY.ORG
A CryptoLiteracy.org é uma iniciativa do setor que promove a educação ampla do consumidor sobre moedas digitais, liderada pela Coinme, CoinDesk e Digital Currency Group. O site oferece o Crypto Literacy Quiz, onde as pessoas podem avaliar o conhecimento das criptomoedas, identificar as lacunas no seu conhecimento e desafiar o conhecimento dos parentes e amigos sobre as moedas digitais. A iniciativa faz parte do Mês Anual de Conhecimento de Criptomoedas, realizado anualmente em novembro, com insights de uma pesquisa global sobre o conhecimento de criptomoedas e currículo educacional com curadoria do Crypto Explainer + do CoinDesk. Faça o download do relatório com os insights mais recentes, faça o teste e saiba mais sobre criptomoedas acessando https://www.CryptoLiteracy.org.

Participe da conversa e siga a CryptoLiteracy.org no Twitter, Facebook e Instagram.

Delia Mendoza
CryptoLiteracy.org
delia.mendoza@cryptoliteracy.org 
(310) 500-9273

 


Primary Logo

Deixe o seu comentário