Recife (PE) 23/9/2021 – Parceria da Prefeitura do Recife com a empresa 99 App vai garantir 10 mil vouchers para pessoas com dificuldade de locomoção para tomar vacinas

Um sistema de tecnologia da informação que conecta toda a cidade do Recife detectou que a população carente era a mais ausente na imunização das vacinas e a partir desses dados uma parceria da prefeitura com a empresa 99 App vai garantir 10 mil vouchers para pessoas com dificuldade de locomoção para tomar vacinas contra a Covid-19

Descobrir por que grande parte da população carente era a que mais havia faltado para tomar a primeira ou segunda doses das vacinas contra a Covid-19 passou a ser essencial para ampliar a imunização. O engenheiro Robson Galiano, especialista em cruzamento de dados de microtarget de municípios, demonstrou em um estudo como tornar mais inclusivo e mais justo um sistema de tecnologia da informação que conecta toda a cidade para oferecer serviços públicos e melhorar a eficiência de gestão.

É fato que cidades naturalmente não conseguem atender todas as demandas e exigências da população. Sem o olhar analítico deste processo, podem segregar e isolar pessoas das informações, o que provoca riscos e desigualdades.

Essa piora no quadro social se torna terreno fértil para a disseminação das fake news, um dos principais problemas que tira de cena os mais excluídos socialmente. A obrigação do gestor público é entender que tomadas de decisão devem incluir milhões de pessoas a uma política pública, promovendo essa igualdade.

Pensando nisso, algumas prefeituras já entenderam que melhorar a eficiência da comunicação pública é missão crítica. E se a informação correta chega a quem menos tem acesso tanto diminui a desigualdade, quanto gera oportunidade nesses grupos sociais menos favorecidos.

Essa análise tecnológica dos dados acaba promovendo a oportunidade de adesão a todos os serviços públicos gratuitos. Por falta de conhecimento, conectividade ou acesso à informação, muitas vezes essas informações não chegam nas camadas mais vulneráveis de um município.

Políticas públicas pensadas dessa maneira já estão sendo aplicadas no Brasil. É o caso de Recife, por exemplo, onde a prefeitura se utiliza de sistema de microtarget. É uma tecnologia que proporciona agrupar pessoas semelhantes em clusters, grupos analisados por computadores que trabalham simultaneamente no processamento de uma determinada tarefa, para levar comunicação mais assertiva e direcionada.

Um exemplo do que o microtarget pode fazer é o Conecta Cidades. Recife adotou esse modelo para fazer análise dos dados, entender quem são as pessoas vulneráveis sem acesso à informação e levá-la diretamente até os seus celulares através de mensagens digitais.

A cidade está executando nesse momento uma análise sobre quem ainda não se vacinou contra a Covid-19 e descobriu durante essa ação que a média estatística está bem acima dos que não se vacinaram dentro dos grupos de classes sociais mais baixas. A maioria desse grupo de não vacinados necessita do suporte do governo em algum nível para sobreviver durante a pandemia.

Rafael Figueiredo, secretário de Tecnologia e Informação de Recife, verificou com esses dados que deveria agir de imediato nesse grupo e decidiu criar uma política pública, sem grande investimento, para atrair essas pessoas, através de uma PPP, parceria público-privada.

A ideia é disponibilizar o acesso a essa informação para esse grupo de pessoas, utilizando aquelas que se conectaram para multiplicar essa informação aos demais. Assim, esse projeto também ganhou aspectos sociais, uma vez que isso gerou alcance maior para as classes mais vulneráveis e não conectadas.

O projeto, segundo Galiano, consistiu em adquirir 10 mil vouchers de viagens gratuitas com o aplicativo 99 App, localizar dentro do Conecta Recife (sistema de Big Data) as pessoas que seriam beneficiadas com ele e estruturar um canal de comunicação chatbot por RCS do Google e Canal WhatsApp, para informar a população.

Galiano afirma que com expertise e visão técnica desse tipo de ações de microtarget, “com baixo investimento, é possível fazer ações ainda maiores de inclusão da população. A ONU, inclusive, também é uma estimuladora desse tipo de atuação por parte de gestores públicos”.

Website: https://conectarecife.recife.pe.gov.br/recife-vacina/

Deixe o seu comentário