São Paulo 13/12/2021 – Você não constrói uma empresa, constrói um time, e o time constrói a empresa. Qualidade, união e paixão dentro e fora dos gramados foram o motor da temporada.

Galo reformulou o time de negócios e marketing, apostando em gestão participativa e governança, além de desenvolver experiências e canais para torcedores.

Com a conquista do Brasileirão, os holofotes do mundo corporativo voltaram-se para o exemplo de liderança do Clube Atlético Mineiro e a tática utilizada para vender bem um bom produto. O Galo reforçou seu time de negócios e marketing, investiu em gestão participativa e governança, e foi reconhecido por suas estratégias. Desenvolver experiências e canais para os clientes também foi uma jogada ensaiada diariamente.

“Você não constrói uma empresa, constrói um time, e o time constrói a empresa! Qualidade, união e paixão do elenco do Galo, dentro e fora dos gramados, foram o grande motor do clube nesta temporada”, explica Bruno Machado, sócio da consultoria Tailor, consultoria que atua em projetos de busca, seleção, treinamento e desenvolvimento de executivos para diversas empresas e clubes. “Gente certa no lugar certo, com o apoio da torcida e a cultura da empresa costurando tudo isso”, acrescenta Bruno.

O resultado em campo é, em grande parte, reflexo do trabalho feito fora das quatro linhas. Há alguns anos o Atlético vem reforçando seu time de executivos, trazendo profissionais de outras indústrias para compor seu time administrativo. Bruno foi contratado no início do ano para pinçar novos recursos no mercado e reforçar o time executivo do clube com o objetivo de potencializar sua gestão administrativa e financeira.

“Não vamos dizer que somos responsáveis pelo título, mas a parceria firmada conosco proporcionou uma visão privilegiada do que acontece lá dentro – fora das quatro linhas – e assistimos uma baita lição de gestão para qualquer clube e/ou empresa”, afirma Bruno. Ele destaca o cuidado diário com o cliente em todos os pontos de contato. “O Atlético transcendeu as partidas e o estádio criando experiências constantes e em diversos canais para seus torcedores”, exemplifica o consultor.

Desde sua posse, a gestão do presidente do Atlético, Sérgio Coelho, segue reforçando compromisso com as melhores práticas de compliance e governança corporativa no clube, defendendo um processo de gestão participativo e moderno.

“Trazer profissionais de empresas tradicionais possibilita novas oportunidades para o clube. O Atlético está seguindo as melhores práticas dos clubes internacionais”, analisa Bruno. A grande visibilidade do Atlético trouxe competitividade ao processo de seleção realizado no início do ano: mais de 500 profissionais competiram por uma única vaga. “O futebol é um mercado de muita visibilidade e a força da marca do Galo atraiu o interesse de um número grande de executivos de todo o país”, afirma o headhunter. “Mas a governança do clube é um dos maiores diferenciais para atrair talentos.”

A seleção de profissionais por meio de headhunters é muito comum em empresas e no mundo do esporte, dentro e, principalmente, fora do Brasil. O processo compreende avaliações técnicas e comportamentais e diversas etapas para a seleção do candidato. “O trabalho conduzido pela consultoria gera maior credibilidade, isenção e aumenta a possibilidade de encontrar a pessoa ideal para cada posição”, ressalta o executivo.

Website: http://www.tailorexec.com.br

Deixe o seu comentário