São Paulo, SP 29/10/2021 – LGPD: a lei afeta ações do marketing digital e empresas devem buscar adequação

A LGPD afeta ações do marketing digital e empresas devem buscar adequação, essencialmente à área de captação de dados

A LGPD, tem sido motivo de constante preocupação por parte de empresas brasileiras. Sendo preceito que envolve essencialmente a captação de dados, o impacto é notadamente crítico nas ações do Marketing Digital.

No entanto, grandes dificuldades permeiam o caminho para a adequação. Prova disso, são pesquisas realizadas neste contexto, como por exemplo o levantamento realizado pela RD Station, empresa atuante no segmento de marketing e vendas. O estudo, que foi feito entre os meses de janeiro e abril de 2021, revelou o quanto as empresas brasileiras ainda estão longe de enquadrar-se à LGPD. O resultado mostrou que 77% das organizações empresariais estão atrasadas no desenvolvimento do processo de adequação e ainda não sabem como lidar com as sanções. Tal dificuldade, tão claramente apresentada na pesquisa, também está presente no segmento do Marketing Digital.

O setor atua diretamente com prospecção de clientes, por isso, tem motivos reais para não perder de vista estas adaptações, essenciais para o cumprimento das novas normas de proteção aos dados. A especialista em direito digital Dra. Ana Paula Siqueira, afirma que a preocupação se justifica, pois, sendo a LGPD preceito que envolve essencialmente a captação de dados pessoais, o impacto é notadamente crítico nas ações do setor de marketing de qualquer empresa pública ou privada.

Não há dúvidas sobre a intensidade dos efeitos que irão incidir sobre os serviços de marketing. Isso é notório, já que a principal atuação destas empresas envolve a captação de informações e dados dos usuários.

Como a LGPD interfere nas ações das  empresas de Marketing digital

Entre as funções  do marketing digital está a tarefa de buscar novos negócios, atrair novos clientes e criar contínuos relacionamentos. Este papel não se faz sem coletar dados e lidar com informações pessoais. E são estas as ações do marketing mais afetadas pela LGPD. O foco de verificação da lei  está exatamente no modo como estes dados estão sendo coletados e computados. Por isso, as empresas de marketing precisam estar em compliance com a nova lei.

Há a concordância do cliente? Informações pessoais estão sendo tratadas sigilosamente? Ou há vazamento de dados em desrespeito à privacidade? São perguntas que uma  empresa de marketing precisa responder para saber se está ou não no caminho da adequação, ou para entender o quanto falta para chegar lá.

Como as empresas vão investir em recursos para adaptarem-se à LGPD

A pesquisa citada acima não se ateve apenas ao cenário de adequação e grau de conhecimento sobre a LGPD. Preocupou-se também em investigar o interesse das empresas em investir em recursos para auxiliar no ajustamento à Lei. O resultado revelou que 28% não pretende ultrapassar o valor de 10 mil reais na aplicação destes recursos, preferindo apostar em meios que já possuem, 55% não se dispõe a gastar ou ainda não parou para pensar na questão e apenas 3% está em busca de apoio especializado, por meio de profissionais ou consultorias. 

Este quadro revela que há outra dificuldade no processo de adequação. A maior parte das empresas não conta com orientação específica, nem têm solução já pensada para resolverem sua situação. O marketing digital luta com os mesmos embates e  busca modos de acelerar o enquadramento à LGPD. Portanto, o que deve permear a discussão atual, nas empresas de marketing é a criação de estratégias de solução, para ficar em compliance com a LGPD.

Que iniciativas podem direcionar a adequação do marketing digital

O marketing Digital tem a seu favor o fato de já conhecer a ética digital, prática que já deve estar adotando, pois existe antes mesmo da LGPD. O que o momento atual exige, portanto, é a criação de iniciativas para promover as mudanças necessárias neste segmento. Neste sentido, vem em primeiro lugar o  conhecimento das bases legais da LGPD, especialmente as que se aplicam ao Marketing Digital.

Outros pontos de atenção devem incluir a verificação da forma de obtenção de contatos, a adaptação de formulários utilizados para obtenção de dados, a clareza na obtenção de consentimento para tratamento dos dados dos clientes e respeito à manifestação legítima de interesse do usuário. Sabe-se, porém que nem sempre é simples tornar as estratégias de Marketing Digital adequadas à LGPD. Muitas vezes, a busca por aconselhamento e orientação de profissional se torna necessária para uma compliance bem-sucedida para evitar multas milionárias.

Mais dados e informações sobre lei geral de proteção de dados no link https://linktr.ee/anapaulalgpd

 

Website: https://classnet.tech/

Deixe o seu comentário