São Paulo, SP 9/9/2021 –

No ano marcado pelo coronavírus e crise econômica, companhia amplia assistência aos mais vulneráveis

O vai e vem das quarentenas e isolamento social impactaram diretamente a vida dos jovens brasileiros, mas nem sempre de forma positiva. No Caso da Giovanna Duarte, foi um período de descobertas. “Aprendi que a vida é mais que dificuldades”, revelou. Isso só foi possível porque ela participou da iniciativa “Laços da Comunicação”, da ONG Maná do Céu Para os Povos, de Campo Grande. Ela e outros jovens foram selecionados para participar de atividades online que envolviam um caderno interativo e rodas de conversa como auxílio emocional durante a pandemia. Foi lá também que ganhou cestas básicas, um grande auxílio para a família.

A experiência da Giovanna só foi possível porque a entidade “Maná do Céu Para os Povos, de Campo Grande (MS) foi uma das vencedoras da edição de 2020 do edital “Ideias para um Mundo Melhor” que destinou R$ 500 mil para projetos sociais que apresentassem soluções com potencial para minimizar os impactos da pandemia nas comunidades. “O edital é uma ferramenta bem-sucedida que já impactou 20.600 pessoas gerando transformação social e empoderando instituições sem fins lucrativos”, afirma Camila Amaral, diretora Jurídica e Assuntos Corporativos.

Criado há seis anos pela Coca-Cola FEMSA Brasil, o edital “Ideias para um Mundo Melhor” oferece aporte financeiro para projetos alinhados com a estratégia de sustentabilidade da empresa em que o desenvolvimento comunitário é uma das prioridades. Este ano, as inscrições estão abertas até o dia 10 de setembro de 2021 com foco em: Inclusão, em que poderão ser tratados temas como diversidade, empoderamento dos públicos feminino, racial, LGBTQIA+, PCD e refugiados; meio ambiente, com temas voltados para água, economia circular e clima; e empreendedorismo, voltado para o fomento econômico, geração de emprego e renda e doação de cestas básicas.

Outro vencedor do edital em 2020, a entidade Nisfram de Sumaré, interior de São Paulo, investiu o dinheiro o projeto “Mercadinho Solitário”, que estimula a autonomia e protagonismo de cada família na escolha dos produtos e marcas que queiram levar para suas casas. Luiza de Fátima dos Santos, 42 anos, resume bem sua experiência. “Não é só uma cesta básica. O mercadinho nos dá o direito de escolher o que vamos comer. A gente se sente mais humanizados”, afirma.

Mas não são só as pessoas em vulnerabilidade social que se beneficiaram do edital ‘Ideias Para um Mundo Melhor’. Aposentado e avô de uma menina de nove anos, Rubens Vieira dos Santos, 67 anos, se viu sozinho com a esposa, mas não deixou as redes sociais. Foi lá que ficou sabendo do Redesenhando a Vida com Arte, projeto vencedor do edital de 2020, e a necessidade de um designer para produzir os layouts de canecas e chinelos, produtos que têm sua renda revertida para pessoas com câncer. Sem conhecimento prévio, mas com os programas instalados em seu computador, assistiu tutoriais e em duas semanas já tinha todos os desenhos. “Participar do projeto é uma cachaça pra mim”, comemora o feito.

Website: https://coca-cola-femsa.com.br/

Deixe o seu comentário