São Paulo, SP 8/9/2021 – Os clientes começaram a ficar mais exigentes quanto à qualidade do produto e da marca que estão consumindo

Com avanço da tecnologia e o crescimento do meio digital, a identidade visual das marcas passou a ter uma maior importância no e-commerce e nas redes sociais para atrair o consumidor

A identidade visual é um conjunto de elementos gráficos e visuais que tem a responsabilidade de mostrar quem é a empresa, permitindo que a marca se torne reconhecida no momento da compra, exercendo influência no processo de decisão do consumidor, segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE. Em uma pesquisa feita, em 2020, com mais de 2.600 pessoas realizada pela Hibou participante do Grain (grupo de empresas independentes que tem por objetivo transformar clientes em fãs), mostra que 98% dos brasileiros buscam qualidade do produto que estão comprando, 81% olham para a marca (identidade visual) e 79%, para o preço. De acordo com o SPC Brasil, 60% dos brasileiros compram de forma impulsiva quando gostam da identidade da marca.

É essencial estabelecer uma identidade visual de qualidade para a empresa, pois é através dela que se passa a ideia do negócio como um todo, dos valores e da missão, para assim se destacar como uma empresa bem posicionada no novo mercado digital, afirma Cinthia Alves David Rezin, graduada em Design Gráfico, com cursos de Programador Web e Design, e Adobe Illustrator.

 A design gráfica também explica que o logotipo de uma organização é, literalmente, o cartão de visitas da empresa, e é necessário passar uma imagem boa e moderna para o consumidor final. Com isso, a busca por profissionais de design, cada vez mais qualificados está aumentando no mercado. 

“Pode-se dizer que isso foi iniciado a partir do momento em que os clientes começaram a ficar mais exigentes quanto à qualidade do produto e da marca que estão consumindo, principalmente no mundo virtual. Os profissionais de design têm buscado qualificação em cursos e vêm se atualizando para ficar à frente no mercado competitivo”, relata Cinthia.

Uma pesquisa feita pela SmarTalk e publicada pelo Studio61 Design & Marketing Digital, em 2020, aponta que 89% das empresas afirmam que o investimento em design aumentou o faturamento, sendo 50% deste investimento feito diretamente em design gráfico. Revelam que 63% dos entrevistados que fizeram o investimento em design tiveram aumento no faturamento, 47% afirmaram que o design aumentou a competitividade e 87% afirmaram que o design gráfico ajudou a abrir novos mercados.

A pesquisa ainda mostra que mais de 80% das empresas investem constantemente em design, e acreditam que uma boa identidade visual pode trazer impactos relevantes sobre os resultados de uma marca, com ganhos diretos em vendas e faturamento em qualquer época, hoje com destaque no mercado de comércio virtual. As empresas que investem pesado em design e inovação, constantemente, são: setor de construção (84%), eletrônicos (76%), equipamentos esportivos (86%), moda e acessórios (83%), móveis (69%) e utensílios domésticos (80%).

Conforme a especialista, a utilidade do designer gráfico está além do logotipo, por reproduzir através de recursos visuais as ideias e comportamento da organização, que muitas vezes não são possíveis transmitir com palavras.

“Com experiência que tenho em criação de identidade visual, gestão de mídias sociais e campanhas institucionais e sazonais, posso dizer que um projeto gráfico profissional bem elaborado e de acordo com a atualidade digital cria uma impressão positiva da empresa e evita distorções e mal-entendidos, consequentemente, impactando seus clientes, fornecedores e funcionários”, finaliza Cinthia Rezin. 

Website: https://www.linkedin.com/in/cinthia-alves-david-rezin-a332b977/

Deixe o seu comentário