São Paulo, SP 27/8/2021 – A Inteligência Artificial permeou as operações da empresa de tal ponto que agora determina o sucesso de uma organização

IA tem instrumentos necessários que fazem a detecção e diminuição de chances de erros, além de observar as estimativas de entrega de tarefas comparando com o cronograma planejado dos processos do gerenciamento de projetos

As mudanças ocorridas nos últimos anos com a pandemia da covid-19 aceleraram novas formas de trabalhar e entregar valor para as empresas, em relação aos meios que vinham ganhando força até 2019, todas elas aumentaram o ritmo e a escala da transformação digital de forma exponencial, com um grande impacto no talento e na necessidade de aprimorar, requalificar e automatizar processos, segundo a pesquisa PMI’s Pulse of the Profession (2019) do PMI – Project Management Institute. De acordo com a pesquisa, os profissionais de projeto esperam, nos próximos anos, que o uso geral da Inteligência Artificial (IA) na demanda de gerenciamento de projetos salte de 23% para 37%, e a maioria dos entrevistados (81%) afirma que as organizações estão, atualmente, sendo afetadas pelas novas tecnologias.

A Inteligência Artificial está acarretando um aumento na demanda de gerenciamento de projetos, indicando a importância do papel de um gerente de projetos na adoção da tecnologia, e à medida que o número de projetos aumenta também cresce o número de pessoas para gerenciá-los, informa Luciana da Costa Meira, graduada em Gestão da Informação, com certificado em Gerenciamento de Projetos – Project Management Institute (PMI), e especialista em Business Intelligence, Sistemas de Gestão Integrados para Grandes e Médias empresas no Brasil e Estados Unidos.

“A IA está diminuindo a quantidade de tempo que os gerentes de projeto precisam gastar em atividades como monitorar o progresso e gerenciar a documentação, podendo contar com o uso dessas tecnologias para tarefas mais administrativas. Assim, o tempo economizado pode ser reaproveitado para tarefas mais estratégicas, criativas e entregas de valor agregado”, explana Luciana.

Com aprendizado profundo e automação de processos, a gerente de projetos e sistemas observa que a tecnologia da Inteligência Artificial está mudando a maneira de como os projetos são gerenciados, hoje, e como terão um efeito ainda maior futuramente.

De acordo com o relatório do Project Management Institute (PMI), seis tecnologias de IA estão afetando os gerentes de projetos atuais e afetarão as operações de gerenciamento de projetos no futuro. São eles: Knowledge-Based Systems, Machine Learning, Decision Management, Sistemas Especialistas, Deep Learning e Robotic Process Automation.

Conforme a especialista, o Knowledge-Based Systems é um sistema baseado no conhecimento e usa o aprendizado de máquina e a geração de linguagem natural para criar a documentação do projeto. O Machine Learning é um desenvolvedor de aprendizado de máquina para encontrar padrões, o Decision Management ajuda os gerentes de projeto a tomar decisões cruciais, com algoritmos de aprendizado de máquina que podem mostrar quais erros são recorrentes em um tipo de projeto.

Os Sistemas Especialistas, explica Luciana, analisam padrões de decisões de especialistas a extrair insights, fornecendo insumos importantes para o gerente de projetos. A Deep Learning é uma técnica de aprendizado de máquina que é muito utilizada em sistemas de reconhecimento, fala e conversação. “E por último temos a Robotic Process Automation, como o nome já diz, é uma forma de tecnologia de automação de processos de negócios baseada em robôs de software desenvolvidos para execução de tarefas, uma espécie de trabalhadores digitais, isso possibilita que os gerentes possam assumir a Automação de Processos Robóticos (RPA) como porta de entrada para a IA”, declara Luciana Meira.

Segundo os dados do PMI, nos próximos anos, o impacto dos sistemas baseados em conhecimento nas organizações saltará de 37% para 71%, fazendo com que o processamento de linguagem natural e os algoritmos de aprendizado de máquina ajudem o gerente de projeto a desenvolver planos mais precisos. E ainda informa que 29% das empresas já foram afetadas pelo gerenciamento de decisões, mas 68% esperam um impacto futuro, alto ou moderado. Cerca de 21% foram impactadas por sistemas especialistas e 64% esperam um impacto alto ou moderado.

O relatório do Project Management Institute também aponta que o aprendizado profundo impactou 21% das companhias e 63% esperam um alto ou moderado. E 21% das instituições já foram impactadas pela RPA, mas 62% esperam um impacto alto ou moderado.

“A Inteligência Artificial permeou as operações da empresa de tal forma que agora determina o sucesso de uma organização, inclusive na área de gerenciamento de projetos. Nos próximos anos, ela continuará crescendo e à medida que essas seis tecnologias se desenvolvem, os gerentes de projeto verão um maior uso de seus recursos”, finaliza Luciana Meira, que é membro do Project Management Institute, com experiência em coordenação de projetos de Tecnologia da Informação, treinando e preparando profissionais de TI para implantação e desenvolvimento de sistemas, melhorias de processos e gerenciamento de projetos.

Website: https://www.linkedin.com/in/lucianameira-totvs-protheus/

Deixe o seu comentário