Natal, RN 21/9/2021 – Cada vez mais empresas de tecnologia estarão se mobilizando e construindo soluções para as escolas.

Escolas estão mais conectadas e têm um aporte maior de ferramentas tecnológicas que vão desde a sala de aula até a gestão

Há um certo tempo diversas escolas já perceberam a importância da tecnologia em sua rotina. Seja na sala de aula ou até mesmo na gestão, ferramentas tecnológicas fazem parte do dia a dia de muitas escolas em todo país.

O uso da tecnologia na escola, para muitos, parece óbvio, mas não é. Muitos professores e gestores estão vivenciando agora os benefícios que esse tipo de recurso pode trazer. Dos mais novos aos mais velhos, os estudantes também estão tendo que se adaptar e explorar o universo que metodologia tecnológicas trazem.

Muitas escolas já entenderam que o método tradicional de ensino perde espaço quando o assunto é tecnologia na educação. Além de mais atrativo e com interatividade, as inovações podem ser um grande aliado quando o assunto é a retenção de conteúdo. É o que comprova a Pirâmide de Aprendizado de William Glasser:

Ler: 10% de retenção de conteúdo;
Ouvir: 20% de retenção de conteúdo;
Observar: 30% de retenção de conteúdo;
Ver e ouvir 50% de retenção de conteúdo;
Experimentar: 80% de retenção de conteúdo;
Ensinar: 95% de retenção de conteúdo.

Assim, a tecnologia na educação pode contar com o uso de lousas digitais, computadores, tablets e notebooks tendo seu uso alinhado com a metodologia de ensino. Outro recurso interessante para as instituições de ensino é o Ambiente de Aprendizagem Virtual (AVA) que pode ter fóruns de dúvidas em que os alunos devem interagir entre si além do professor.

Adotar ferramentas tecnológicas na educação das escolas envolve o alinhamento com o Plano Político Pedagógico de cada ano escolar. A equipe pedagógica deve pensar em como incluir as inovações como um fator de favorecimento do aprendizado, desenvolvimento dos estudantes e liberdade para o professor construir o diálogo dentro da sala de aula.

Outro ponto que merece destaque é entender que a tecnologia na educação deve ser saudável com o uso consciente da internet e dos equipamentos tecnológicos. Uma forma de aplicar tecnologia na educação é com a metodologia do ensino híbrido ou blended learning.

Com a união de elementos presenciais e online nasce a oportunidade de proporcionar autonomia aos estudantes. Para isso, as escolas contam com o uso de ferramentas como o Google for Education, pois permite criar um ambiente virtual ideal e completo para aulas, além de conseguir mesclar com atividades presenciais.

Para Fabrícia Assunção, professora e supervisora de onboarding na Activesoft, empresa de software para escolas, o uso desse tipo de ferramenta é indispensável para um ensino híbrido de qualidade e completo.

“Apostar em ferramentas como o Google for Education para um ensino híbrido é um grande diferencial para as escolas, além de um potencializador da adaptação e aprendizagem com o uso de tecnologias dentro da sala de aula. Como professora, percebo o quanto esse tipo de recurso auxilia na didática, na absorção do conteúdo e até no desenvolvimento dos alunos”, comenta Fabrícia.

Mas, além disso, a tecnologia tem ajudado não só na aprendizagem, mas no dia a dia de professores e gestores. “Muito se fala na tecnologia dentro da sala de aula como ferramenta de ensino, mas ela vai além, pois me permite enviar atividades online para os alunos, registrar notas e faltas, deixar mensagens e comunicados tanto para os estudantes. Realmente, a tecnologia é uma superaliada pras escolas”, destaca Fabrícia.

Tendo isso em vista, muitas empresas decidem investir em soluções para ajudar as escolas a otimizarem o tempo e melhorar seus resultados em sala de aula e na gestão da instituição. As ferramentas criadas são as mais diversas, desde uma agenda escolar online, software para organizar quadro de horários, catracas, software para o controle acadêmico e financeiro, plataformas de conteúdos digitais e uma série de outros recursos.

Uma das soluções que muitas escolas sentem a necessidade de adotar é um software de gestão, pois não basta aplicar a tecnologia dentro da sala de aula, é preciso que os processos macros também estejam alinhados com ferramentas digitais.

“Cada vez mais pequenas e grandes escolas sentem a necessidade de possuir um sistema de gestão especializado na rotina da escola. Porque ele facilita o controle de informações acadêmicas e financeiras. É um grande processo até que a escola perceba que o que ela fazia manualmente ou em planilhas, pode ser feito em uma plataforma virtual e com poucos cliques”, explica Jader Ramalho, diretor da Activesoft, empresa especialista em software para gestão escolar.

“Acredito muito que cada vez mais empresas de tecnologia estarão se mobilizando e construindo soluções para as escolas. Porque de fato, hoje, a tecnologia é uma aliada da educação e da instituição como um todo. A gente não deve ter medo de investir em tecnologia, principalmente, quando o assunto é escola”, ressalta Jader.

Nos próximos anos, a tendência é que as escolas estejam mais conectadas e tenham um aporte maior de ferramentas tecnológicas que vão desde a sala de aula até a gestão.

Website: https://activesoft.com.br/

Deixe o seu comentário