11/8/2021 –

A comunicação externa tem grande impacto na competitividade e reconhecimento da marca

Com o crescimento das redes sociais, se torna mais desafiante fazer a gestão de marca. Isso porque qualquer usuário torna-se um possível crítico, e em segundos pode expor uma opinião negativa sobre um negócio. Por isso, toda empresa precisa, de alguma maneira, monitorar e manter um canal de diálogo aberto com o público externo. Essa ponte pode ser construída através da comunicação externa.

A comunicação externa é o modo como a corporação se posiciona perante a imprensa, as comunidades, os consumidores, os fornecedores e a sociedade em geral. O intuito é manter um bom relacionamento com os públicos de interesse, para assim reforçar o nome, melhorar a reputação da empresa e torná-la marca referência, para que os consumidores se lembrem da empresa inconscientemente ao buscarem determinado produto ou serviço que ela atende.

Comunicação externa e competitividade

A maneira de se comunicar acaba influenciando a vantagem competitiva do negócio. Isso inclui o posicionamento da marca, a conquista de novos clientes e até mesmo o fechamento de parcerias.

Em outras palavras, os resultados da empresa são influenciados pela melhora do conceito geral do negócio perante os consumidores. A confiança aumenta e a mensagem passa a fazer parte do cotidiano dos clientes, de forma direta ou indireta.

Segundo uma pesquisa, 62% das empresas já pretendiam aumentar os investimentos com a gestão de marca no ano de 2019. Já no primeiro trimestre de 2020, os investimentos com publicidade aumentaram 27,6% em comparação com o trimestre anterior.

Diante disso, entende-se que a atenção para comunicação externa tem crescido nos últimos anos, pois cada vez mais as empresas percebem que esses investimentos resultam em crescimento na competitividade e no faturamento

A gestão de marca começa internamente

Não adianta a empresa apenas focar em estratégias e investimentos com comunicação externa, se o relacionamento com o público interno, ou seja, os colaboradores, não está bom.

Isso porque os colaboradores são o primeiro público de um negócio. Portanto, se estiverem infelizes com o relacionamento e a comunicação dentro do ambiente corporativo, podem ser propulsores de comentários negativos sobre a marca.

Da mesma forma, se estiverem satisfeitos com o relacionamento e se a comunicação interna for transparente e efetiva, os colaboradores se tornarão embaixadores da marca, influenciando a reputação da empresa positivamente fora do ambiente corporativo, seja por meio das redes sociais ou conversas cotidianas.

Canais de comunicação interna e externa

Uma ótima forma de impulsionar a comunicação tanto dentro do ambiente corporativo, quanto externamente, é utilizando TVs Corporativas. Essas ferramentas automatizam a distribuição de comunicados e notícias, tornam a comunicação mais dinâmica e chamativa e podem ser colocadas em diversos locais, de acordo com o propósito delimitado.

Se a qualidade das mensagens e a eficácia das ferramentas utilizadas na comunicação externa são comprovadas, o caminho natural é que os resultados do negócio melhorem gradativamente. Mas, para que os objetivos sejam alcançados, deve haver comprometimento e união de vários esforços.

Assinado por: Aloisio Arbegaus, Diretor do Mobuss TV
*Pesquisa: https://www.abrhbrasil.org.br/cms/62-das-empresas-vao-aumentar-os-investimentos-em-employer-branding/

Website: https://www.teclogica.com.br/comunicacao-corporativa/

Deixe o seu comentário