São Paulo 10/12/2021 –

Como é do conhecimento da maioria dos empresários, as certificações funcionam como um atestado de competência, demonstrando, assim, que uma determinada empresa se preocupa em seguir os melhores padrões de qualidade existentes.

Nesse contexto, a certificação ISO 9001 é uma das mais importantes. O processo de certificação de uma empresa dentro dos padrões da ISO 9001 obedece a uma série de etapas específicas, nas quais a companhia avaliada precisa estar inserida e cumprir com as exigências necessárias. Entre esses requisitos, pode-se destacar o cumprimento da legislação pertinente ao negócio; seguir uma política de qualidade; organizar um planejamento adequado do sistema de gestão e realizar auditoria interna, por exemplo. Grandes companhias que atuam no mercado brasileiro, como Petrobras e Basf, já têm a adequação à essa norma como pré-requisito para seus fornecedores.

A certificação ISO possui validade de três anos. Após esse período a empresa passará por uma nova auditoria de certificação (recertificação) para verificar a evolução do Sistema de Gestão da Qualidade e quais foram as melhorias realizadas nesse período. A recertificação atesta, portanto, que a companhia se preocupou em manter seus padrões elevados de qualidade, sendo um parâmetro de qualidade internacional.

Segmento de água e saneamento básico

Recentemente, a Fluid Feeder, empresa 100% nacional que disponibiliza equipamentos e serviços para o tratamento de água e efluentes, conquistou a renovação do ISO 9001. De acordo com Francisco Oliver, diretor técnico industrial da empresa, a tendência é que essa prática se torne comum no setor de saneamento básico. “As concessionárias privadas já estão exigindo a ISO 9001 dos fornecedores. Hoje, a Sabesp exige uma qualificação semelhante. Para a indústria, essa ISO é bastante importante, principalmente, porque ela atua em uma área que requer mais responsabilidade nos serviços e mais precisão nos equipamentos”, avalia o diretor.

Esta é a primeira recertificação da Fluid Feeder. A certificação foi obtida em 2018, por meio da contratação de uma consultoria que preparou a empresa para adequar os processos internos à norma e, posteriormente, uma segunda empresa, a Bureau Veritas, auditou e emitiu a certificação.

A recertificação vem como resultado de um processo de melhoria constante, salienta Carolini Faria Oliver, gestora de qualidade da empresa: “Como somos certificados desde 2018, cada departamento tem sua rotina estabelecida e os gestores são responsáveis por manter toda a documentação em ordem. Também passamos por auditorias internas semestralmente, que são mais uma forma de nos preparar para as auditorias oficiais do órgão certificador”.

Deixe o seu comentário