30/8/2021 –

Trabalhadoras do setor logístico da Costa Brasil falam sobre a evolução do setor nas questões de
gênero e sobre representatividade feminina em ambientes majoritariamente masculinos

Desde o início da crise sanitária mundial do coronavírus, por todo o mundo houve mudanças de comportamento e consumo. Com o isolamento social, as compras online cresceram e o setor de logística foi impactado diretamente com essa nova demanda.

Segundo o presidente da Confederação Nacional de Transportes (CNT), o setor “levou um susto” com a alta demanda que havia chegado junto à nova expansão do e-commerce no país e a logística se viu em crescimento repentino.

Segundo o Banco Nacional de Empregos (BNE), o setor logístico abriu média de 9.859 vagas de emprego por ano. Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira da Indústria (ABIFER) referente às contratações de 2020, aponta que quase 30% das vagas são de pessoas do sexo feminino e que programas de jovem aprendiz e estágios contam com inserção mínima de 50% de mulheres. Recentemente, surgiram movimentos como o “#ElasNaLogística” que impulsionam ações de inclusão e equidade no setor.

Leuziane Mourão, Executiva de Vendas na Costa Brasil, relembra de forma prática os dados acima: “Em 10 anos atuando na área de logística, posso assegurar que tenho visto mais homens. Embora a presença de mulheres tenha aumentado até mesmo em cargos de liderança, ainda sim, é menor”. Nos últimos anos, muito se ouve sobre representatividade e a importância da diversidade em modelos corporativos. Silvia Freitas, Gestora de Qualidade na Costa Brasil complementa: “A logística está mudando! O setor deixou de ser braçal e passou a ser uma logística voltada para inteligência, acredito que isso aumentou consideravelmente a participação das mulheres na área, principalmente gerenciamento de processos, áreas estratégicas etc.” A maior parte das trabalhadoras da empresa afirmam que se enxergam como representantes das mulheres no setor e logístico e acreditam que suas posições inspiram outras mulheres a ingressarem no setor. “Inovar, acreditar e trabalhar muito é um dos princípios para alcançar o desejado. A logística visa sempre otimizar e personalizar um serviço ou produto e precisamos seguir da mesma forma”, acrescenta Erica Souza, Supervisora Operacional Manaus na Costa Brasil.

Em 26 de agosto é comemorado o Dia Internacional da Igualdade da Mulher, data que relembra a importância de incluir mulheres em diversos espaços sociais e de trabalho: “Um conselho que eu daria para outras mulheres, seria para buscarem sempre o conhecimento, pois ele consegue transformar vidas. Não desistam de seus sonhos e unam-se para reivindicar nossa igualdade de direitos”, finaliza Luziane.

Deixe o seu comentário