Santos, SP 28/10/2021 –

Em agosto deste ano, o complexo portuário registrou um aumento de 26,2% na movimentação sobre igual período de 2020.

Considerado o maior porto do país em movimentação de contêineres e por tonelagem de cargas, o Porto de Santos, localizado na costa do Estado de São Paulo, também é o 43º maior porto do mundo por movimentação de contêineres, de acordo com o ranking da Associação Americana de Autoridades Portuárias (AAPA) de 2020, sendo o mais movimentado da América Latina.

De janeiro a agosto de 2021, foi registrado o fluxo de contêineres de 3,2 milhões TEU (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés), o que significa um aumento de 20% em comparação com o mesmo período de 2020. Segundo a Santos Port Authority (SPA), foram 408 mil TEU somente em agosto, 26,2% em relação a igual período do ano passado. Em cargas, o balanço de contêineres revela que o Porto de Santos alcançou 101 milhões de toneladas, um salto de 3,1%.

Para Roberto Veiga, Diretor de Atendimento e Inovação da Costa Brasil, operadora de transporte multimodal que tem como principal porto de origem dos negócios o Porto de Santos, expedindo mais de 50 mil toneladas de carga (cerca de 4,8 mil TEU) por ano, é importante ressaltar que “muitos dos bens e produtos movimentados são de necessidade básica, como alimentos e medicamentos, ou seja, historicamente não sofrem com crises e não sofreram devido à pandemia”.

Veiga diz ainda que, com esse acréscimo, é possível que a taxa de novas contratações no setor cresça proporcionalmente: “uma parte desse crescimento na movimentação de carga deve-se a novas empresas e terminais que se instalaram em Santos”.

Sobre a transformação digital ter sido um dos fatores de desenvolvimento da logística em 2021, Murillo Sperandio, Diretor Comercial e Operacional da Costa Brasil, afirma que “a aceleração digital foi marco divisório no segmento de logística, pois a digitalização de toda a cadeia gerou maior confiabilidade e celeridade no processo e catapultou todas as operações a níveis inovadores”. Isso quer dizer que todas as empresas que passaram a enxergar a logística de informações como um negócio-acessório de suas atividades e que acreditam na tecnologia como item obrigatório nas operações estão avançando em território e ganhando o mercado.

Continuidade na digitalização, inserção de tecnologia no processo, otimização e atendimento personalizado para os clientes são os próximos passos para que essa onda de crescimento continue em movimento, na opinião de Sperandio. Para ele, “a pandemia demonstrou o valor da logística para todos os setores, assim como para toda a sociedade de um modo geral”.

Website: https://www.costabrasil.com.br/

Deixe o seu comentário