Recife 30/7/2021 – Ter clareza da essencialidade do negócio é de suma importância para a sua sustentabilidade

Franquias nas áreas de saúde, beleza e bem-estar cresceram 3,1% no ano passado, mesmo com a crise. Apostar no franchising pode ser opção mais segura para o empreendedor, mas é preciso cautela na hora de escolher onde investir.

Segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o mercado de franquias faturou, em 2020, R$ 167,1 bilhões. E apesar da crise econômica trazida pela pandemia do novo coronavírus, alguns segmentos tiveram destaque e conseguiram expandir, entre eles o de saúde, beleza e bem-estar, que aumentou seu faturamento em 3,1% no ano passado, somando R$ 35,2 bilhões.

Para 2021, a projeção da ABF é que o setor como um todo cresça 8% em faturamento, 5% em unidades, 2% em novas redes e 5% no número de empregos diretos. Com isso, percebe-se que o franchising representa hoje uma opção segura para quem deseja empreender. Segundo a consultora e sócia da TGI Consultoria em Gestão, Carolina Holanda, as franquias, em geral, apresentam um plano de negócio estruturado para o franqueado, e isso é uma grande vantagem.

“Outro benefício é a formatação que as franquias já oferecem em relação aos procedimentos, padrão de qualidade e definição de orçamento. Essas informações são de suma importância para o sucesso do empreendimento, principalmente quando são variáveis já testadas em outras realidades”, completa.

Com relação aos pontos que o empreendedor deve avaliar antes de escolher uma franquia para investir, a especialista aponta que o primeiro passo deve ser considerar se os valores organizacionais da marca em questão são compatíveis com os seus, já que todas as definições institucionais são formuladas com base nesses critérios.

“É preciso analisar, também, a demanda do mercado. Pergunte-se, por exemplo, se esse produto ou serviço vai gerar demanda no local de atuação pretendido pelo franqueador ou se já existem muitos concorrentes. Ter clareza da essencialidade do negócio é de suma importância para a sua sustentabilidade”, afirma a consultora.

Dentro do segmento de saúde, beleza e bem-estar, a área de odontologia se destaca como um mercado em franco processo de consolidação. Isso porque o número de pessoas que se preocupa com a saúde bucal aumentou exponencialmente nos últimos anos. Segundo pesquisa do Conselho Federal de Odontologia (CFO), nove a cada dez brasileiros acreditam ser muito importante ir ao dentista com regularidade e 72% vão ao menos anualmente. Além disso, o Brasil é, atualmente, um dos países que mais se destaca no tratamento dentário em âmbito mundial, segundo avaliação do IBGE.

A rede de franquias Ortoestética, que há 10 anos se transformou em modelo de negócio, comprova a projeção de crescimento para o setor. Atuando hoje com mais de 200 clínicas de estética dental e facial comercializadas, em 22 estados brasileiros, a rede planeja fechar 2021 com 300 unidades no Brasil e atingir 500 clínicas até 2023.

O dentista Bruno Maciel foi uma das pessoas que resolveram investir em um modelo de franquia, justamente pelas facilidades e segurança encontradas. Depois de formado, em 2003, ele montou sua primeira clínica própria, em Serra Talhada, no interior de Pernambuco. Depois disso, chegou a abrir mais quatro clínicas em cidades próximas. Mas o faturamento não era suficiente para cobrir todas as despesas e ele não conseguia fazer o marketing e a gestão do empreendimento. “Apliquei os processos da franquia e consolidei o crescimento do meu negócio. Meu faturamento cresce a cada ano, mesmo com as crises do mercado”, conta Bruno.

Além da odontologia, outros segmentos despontam como grandes oportunidades para investimento em 2021, principalmente por causa dos novos perfis de consumidores que surgiram durante a pandemia. Franquias de alimentação saudável e rápida, de cuidados pessoais, de atendimento online e que exploram as possibilidades do digital são apenas algumas delas.

Website: https://redeortoestetica.com.br/

Deixe o seu comentário