São Paulo, SP 15/6/2021 – Exercer uma liderança competente é fazer com que sua equipe acredite nela mesma, ainda mais quando você olha em volta e está fisicamente sozinho em casa

Pesquisa feita pela Fundação Dom Cabral mostra que mais de 58% dos profissionais entrevistados afirmam ser mais produtivos com o trabalho remoto

A habilidade dos gestores em gerenciar uma equipe a distância se tornou fundamental com a pandemia da covid-19, que levou muitas empresas a adotarem a modalidade de trabalho remoto, segundo a Gartner, empresa de consultoria em Tecnologia da Informação (TI). De acordo com a consultoria, as principais áreas de preocupação dos gestores em relação ao trabalho remoto são: ambiente (64%), integração de novos contratados (64%) e bem-estar dos funcionários (58%). As questões tecnológicas são as menores das preocupações (36%).

Atualmente, as organizações passam por um grande desafio com a crescente demanda do mercado de TI, e a busca por profissionais capacitados é quase uma corrida contra o tempo, pois existe muito a ser feito, informa Pablo Reis Barão, graduado em Ciência da Computação e pós-graduado em Gestão Empresarial e Administração (PUCRS).

“Em tempos em que se faz necessário o trabalho remoto, as empresas não deixam de produzir, inovar, e claro, de buscar pessoas capacitadas para contribuírem com seus projetos”, relata Pablo.

O profissional de TI diz que a pandemia desencadeou a utilização de novas modalidades de trabalho, em destaque o trabalho remoto, que veio para ficar. E que é possível realizar grandes feitos em equipe de TI mesmo quando se está isolado em casa, em que o maior desafio é manter a inteligência emocional e o espírito de liderança despertos.

No entanto, o gestor também acredita que o grande segredo de uma liderança competente e eficaz no setor tecnológico é a motivação e o reconhecimento dos esforços de cada um, valorizando o potencial de cada funcionário. Pablo explica que uma liderança não se faz sozinho, é fruto de um trabalho de mão dupla o qual as pessoas se deixam ser inspiradas e também contribuem com o que elas têm.

“Exercer uma liderança competente é fazer com que sua equipe acredite nela mesma, ainda mais quando você olha em volta e está fisicamente sozinho em casa. O gestor precisa estar sempre presente no ambiente virtual e acessível aos funcionários”, alega Barão, membro ativo do Latin America CIO Council da Dell com foco em inovação, pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias e palestrante em eventos nacionais e internacionais relacionados à Tecnologia da Informação.

De acordo com uma pesquisa recente da Microsoft, 70% dos profissionais em cargos de liderança no setor de TI querem um trabalho remoto flexível e que continue sendo uma opção, enquanto 65% gostariam de ter mais tempo presencial com o time. Já 66% dos entrevistados estão considerando reestruturar os espaços físicos para criar ambientes para o trabalho híbrido.

Conforme Barão, liderar a distância não é fácil e o reforço da motivação é um grande desafio que tem que ser feito de forma remota. Uma pesquisa da Fundação Instituto de Administração (FIA), mostra que 68% dos gestores pesquisados confirmam que a metodologia de trabalho remoto está funcionando e 94% das empresas brasileiras afirmam que atingiram ou superaram suas expectativas de resultados, com o remoto.

“É possível manter as pessoas com o brilho nos olhos trabalhando apenas por uma tela de computador, o trabalho remoto possibilita a manutenção da união da equipe, a alegria e disposição para fazer nosso trabalho da melhor maneira possível, e podermos ainda estar próximos onde quer que estejamos”, conclui Pablo Reis Barão, com experiência desenvolvida nas áreas de desenvolvimento e engenharia de software, gestão de equipes de produtos nos mercados de e-commerce e tecnologia da informação, liderança de grupos multidisciplinares, elaboração de planejamentos estratégicos e planos de negócios empresariais, principalmente relacionados à gestão de equipes de TI.

Website: https://www.linkedin.com/in/pablo-reis-bar%C3%A3o-17a54624/

Deixe o seu comentário