Rio de Janeiro, RJ. 18/6/2021 –

O controle da transmissão do Coronavírus é importante para evitar outras mutações no vírus, “novas cepas do Coronavírus estão em circulação no Brasil e podem dificultar o controle da pandemia”, afirma Dr. Edimilson Migowski, infectologista e consultor da Bioxxi.

Em vídeo, Matt Hancock, Secretário de Saúde do Reino Unido afirma que a variante indiana é 40% mais contagiosa, mas que as vacinas usadas no Reino Unido são eficazes contra a variante indiana.

Desde dezembro de 2019, o mundo presenciou duas grandes ondas da COVID-19. No Brasil, 474 mil mortes e 17 milhões de casos de COVID-19 foram notificados. O vacinômetro da COVID-19 informa que mais de 109 milhões de doses foram distribuídas e mais de 75 milhões de doses foram aplicadas em todo território nacional. Os dados são do Ministério da Saúde.

As variantes preocupam os especialistas que temem uma terceira onda da COVID-19, de acordo com o Dr. Edimilson Migowski, infectologista e consultor da Bioxxi, “a cepa indiana me preocupa muito, pois houve uma alteração na parte do RNA que sintetiza a proteína S, essa proteína é responsável pelo aspecto de coroa do vírus e pela conexão na célula do hospedeiro. Uma mutação dessa proteína pode resultar na perda ou diminuição da eficácia das vacinas, pois os anticorpos produzidos pelas vacinas anteriores podem não reconhecer a proteína S da cepa mutante”.

O estudo Effectiveness of COVID-19 vaccines against the B.1.617.2 variant conclui que após a primeira dose, a eficácia das vacinas AstraZeneca e Pfizer é baixa. No entanto, as duas doses das vacinas AstraZeneca e Pfizer fornecem a imunidade ideal. A vacina Coronavac não foi objeto do estudo. Portanto, não há como medir a eficácia da Coronavac através desse estudo.

O Brasil fez a compra de 562 milhões de doses contra a COVID-19, 38 milhões são da vacina contra COVID-19 da Janssen. “A vacina da Janssen é vantajosa, pois é dose única e fornece imunidade contra o Coronavírus“, afirma Rose Macário, responsável pelos assuntos regulatórios na Bioxxi.

Segundo a farmacêutica Janssen, “No Brasil, a Janssen e o Ministério da Saúde assinaram um Acordo de Compra Antecipada para fornecer milhões de doses de sua vacina de dose única ao país. Neste momento, o fornecimento será exclusivo para o governo federal, por meio do Programa Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19.”

Website: https://bioxxi.com.br/

Deixe o seu comentário