São Paulo – SP 16/6/2021 –

Mesmo diante da crise, as franquias apresentaram boa performance. Avaliando o cenário, Lucas Romi, Sócio e Vice-presidente de Expansão e Novos Negócios da Odontoclinic, comenta sobre opções no setor de odontologia

O modelo de empreendimento de franquias tem sido uma tendência nos últimos anos, em diversos segmentos. Afinal, para iniciar nesse meio, não necessariamente é preciso ter conhecimento ou formação na área escolhida. 

Segundo a ABF, Associação Brasileira de Franchising, em 2019, 214 marcas estrangeiras atuavam no Brasil. Ao mesmo tempo, 163 marcas brasileiras disponibilizavam a opção de negócio fora do país. O setor registrou um crescimento de 6,9% em faturamento na mesma época, sendo para as franquias do segmento de Saúde e Bem-estar o aumento de 4% em relação a 2018.

Diante da situação de pandemia, o setor também sentiu impactos. E, embora não tenha alcançado as expectativas de crescimento, teve uma recuperação no quarto trimestre de 2020, apresentando crescimento de 0,4%, tendo entre os melhores segmentos do país as franquias de saúde, beleza e bem-estar.

O cenário atual das franquias 

Nos Estados Unidos pode-se notar que o mercado das franquias está em crescimento e segue se fortalecendo: hoje, as mesmas são responsáveis por mais de 8 milhões de empregos. Ainda no país em questão, mesmo com a crise sanitária e econômica, foi registrado crescimento de 1,5% no ano de 2020, ainda citando dados da ABF. O Brasil está seguindo os mesmos passos, o que resulta no aumento de franquias abertas em 2,9%.

Lucas Romi, Sócio e Vice-presidente de Expansão e Novos Negócios da Odontoclinic, diz que a crise causada pela COVID-19 deixará sequelas – não somente nas expectativas, mas também no dia a dia dos empreendedores que precisaram se reinventar e lidar com a insegurança do mercado. “Nesse cenário, as franquias possuem diversas vantagens, afinal, seguem um modelo com marca já estabelecida, o que garante um investimento mais seguro”, diz.

Quais as vantagens de investir em uma franquia?

No formato de franquias, o investidor é conhecido como franqueado, enquanto o fundador da marca é o franqueador. “Quando o franqueado compra o direito de usar a marca, garante difusão no mercado, uma vez que já existe reputação, plano de negócios estabelecido e estruturado, além de identidade visual, linguagem, valores, entre outras vantagens”, explica Lucas.

Além disso, o franqueado ainda segue um modelo de gestão pronto, com suporte e treinamentos de equipe. Ou seja, tudo isso engloba um investimento mais seguro e planejado para quem está buscando um novo empreendimento.

“Vale ressaltar que o novo empreendimento sempre exigirá conhecimentos: administrativos, de gestão, e, muitas vezes, da área de atuação. Ainda assim, com o resguardo do franqueador, tudo tende a fluir de forma facilitada”, complementa Lucas.

Por fim, o especialista ressalta que o setor odontológico apresentou um crescimento de 22,8% nas franquias no quarto trimestre de 2020, quando comparado com o trimestre anterior, segundo a ABF.

A Odontoclinic já atua no formato há mais de 20 anos, sendo a primeira rede de franquias de clínicas odontológicas no Brasil. Dessa forma, a marca tem a missão de transformar a experiência de ir ao dentista, com acessibilidade, conforto e segurança. 

Para saber mais, basta acessar: https://www.franquiaodontoclinic.com.br/

Website: https://www.franquiaodontoclinic.com.br/

Deixe o seu comentário