São Paulo 25/6/2021 – O desafio da indústria automotiva é a adoção de tecnologias avançadas para aumentar a visibilidade, a colaboração e a capacidade de resposta do supply chain

Perdas em receitas podem chegar a US$ 60 bilhões até o final deste ano, devido ao descompasso entre a oferta e a demanda

A escassez de chips tem travado as linhas de produção das montadoras de automóveis em todo mundo, e mostra como a cadeia de suprimentos ainda está suscetível às interrupções. Especialistas estimam que a indústria automobilística global perderá mais de US$ 60 bilhões em receitas até o final deste ano, devido ao descompasso entre a oferta e a demanda. Embora a escassez de chips tenha começado em 2020 com a pandemia de Covid-19, ela trouxe sérias repercussões para as montadoras.

As tecnologias digitais já representam pelo menos 50% do valor do veículo. O desafio da digitalização da indústria automotiva – e claro, dos fornecedores – é a adoção de tecnologias avançadas para aumentar a visibilidade, a colaboração e a capacidade de resposta da cadeia de suprimentos para atender uma nova demanda de veículos cada dia mais conectados, elétricos e autônomos.

“O que acontece hoje é similar à transformação que houve com o computador pessoal e os smartphones. Esta digitalização do automóvel tem levado a uma mudança sem precedentes que impacta toda a cadeia da montagem de um carro”, diz Salim Shaikh, VP Industry Strategy, da Blue Yonder.

A KPMG projeta que no futuro um carro autônomo provavelmente terá de oito a dez vezes mais chips que os carros não autônomos, devido à conectividade de 5G, sensores LiDAR e tecnologias de reconhecimento de imagem. Não há dúvida que as montadoras de veículos dependem cada vez mais dos fabricantes de semicondutores do que de fornecedores de autopeças de décadas passadas.

Corrida para a transformação da cadeia de suprimentos
Assim como a digitalização revoluciona o automóvel, ela também inova a cadeia de suprimentos. Desde a Inteligência Artificial (IA) até a ciência de dados avançada, passando pelas análises preditivas, as soluções digitais podem acelerar a cadeia de suprimentos e ajudar na colaboração das montadoras e fabricantes de semicondutores.

Segundo Shaikh, as soluções da Blue Yonder podem ajudar nas fases de implementação e execução, aplicando inteligência artificial, ciência de dados e análises em toda o rede de suprimentos para maximizar a visibilidade e capacidade de resposta em várias organizações:

• Visibilidade e colaboração de ponta a ponta na cadeia de suprimentos
A recente escassez de chips se deve ao fato de que muitas montadoras fecharam as suas fábricas em 2020 pela pandemia. Com isso, os fabricantes de semicondutores direcionaram a sua produção para os dispositivos eletrônicos pessoais que tiveram um bom aumento da demanda. A Torre de controle Luminate™ da Blue Yonder ajuda a fazer uma varredura de todo o ecossistema para identificar e responder a tais eventos por meio de visibilidade orientada por IA e capacidade de resposta em tempo real, com base no custo, níveis de serviço ao cliente, receita e margem.

O planejamento de suprimentos encontra um novo nível de velocidade e precisão quando realizado com todos os participantes essenciais da rede. Desta forma, é preciso que exista uma plataforma compartilhada de soluções de cadeia de suprimentos, que tenha a capacidade de colaborar, compartilhar previsões de mercado, dados operacionais, percepções da logística e outras informações críticas. Os clientes da indústria automobilística precisam vincular a sua complexa cadeia de suprimentos aos principais fabricantes de semicondutores. Somente ao reconhecer e responder aos eventos upstream e downstream é que todos os parceiros podem otimizar seus resultados financeiros e de serviços.

• Planejamento da demanda em tempo real
As montadoras e os fornecedores de produtos eletrônicos devem usar dados em tempo real para detectar imediatamente mudanças na demanda e planejar os impactos subsequentes em todas as organizações que participam da rede de suprimento global. Estes dados podem ser capturados em tempo real de uma variedade de fontes de terceiros, imputar estes dados de maneira inteligente e analisar minuciosamente na determinação de uma resposta certa. Graças à IA e aos algoritmos avançados, os mecanismos de prognóstico atuais estão à altura do desafio.

• Planejamento de cenário
Quando ocorre uma interrupção maior, como o fechamento de uma fábrica, é fundamental ter a capacidade de reconfigurar rapidamente os fluxos da cadeia de abastecimento global e regional, obter componentes com flexibilidade segundo a necessidade e fazer contínuas concessões baseadas na análise dos custos, serviços e riscos. Com IA, a modelagem de cenários precisos permite que todos entendam o impacto das decisões sobre os níveis de serviço, fluxo de caixa, lucros, perdas e balanço patrimonial.

Website: http://www.blueyonder.com

Deixe o seu comentário