São Paulo 31/5/2021 – Com a instabilidade do mercado no último ano, esses investimentos colocam a Greenplac em uma posição mais segura, capaz de garantir os insumos de sua produção

O investimento na produção do insumo indispensável na manufatura do MDF é mais um passo em direção à autossuficiência da marca, diz José Roberto Colnaghi

Desde o início de suas atividades, em 2018, a Greenplac não desacelerou em sua jornada para conquistar cada vez mais espaço no mercado de MDF brasileiro. Hoje, estabelecida entre os grandes players do ramo no país e presente em mais de 180 pontos de venda, a marca investiu na autossuficiência de seus processos com uma nova fábrica de formol. “Continuamos investindo no crescimento da Greenplac e melhorando nossos processos para entregar um produto de qualidade superior e diferenciado no mercado de MDF” diz José Roberto Colnaghi, presidente do Conselho Administrativa da Asperbras, de quem a Greenplac é uma das subsidiárias.

Em instalação dentro da planta industrial da Greenplac, em Água Clara (MS), desde o final do ano passado, a fábrica passou por uma intensa fase de testes ao longo dos primeiros meses de 2021 e, em maio, deu início às suas atividades. Em junção a ampliações no cultivo de eucalipto certificado, a implantação da fábrica de Resina e a aquisição de uma prensa de revestido, os investimentos, somados, resultaram no aumento da capacidade produtiva de 250 mil/m³ para 300mil/m³ de MDF ao ano.

“Sabemos que matéria prima de qualidade influencia diretamente o produto final que chega aos lares e lojas de nossos parceiros e clientes. Por isso, com as novas fábricas de resina e formol, reforçamos ainda mais a qualidade do processo produtivo”, declarou José Roberto Colnaghi, diretor da Greenplac. “Além disso, com a instabilidade do mercado ao longo do último ano, esses investimentos colocam a Greenplac em uma posição de maior segurança, capaz de garantir o fornecimento dos insumos necessários para nossa produção”, acrescentou José Roberto Colnaghi.

A evolução e aprimoramento do complexo fabril da marca não parou por aí. A nova prensa de revestido, com capacidade de produção de 6 mil metros cúbicos por mês, já foi implantada e está em pleno funcionamento. “Pensando na excelência e eficiência de cada aspecto da produção, aumentamos, também o espaço da expedição e armazenagem para mais 8.500 m², facilitando assim a entrada e saída dos caminhões de produtos e agilizando o transporte de insumos e entrega de MDF da fábrica”, revelou José Roberto Colnaghi.

Em julho, o espaço de produção passará por novas atualizações de maquinário, com a instalação de uma impregnadora. “Acreditamos que a partir do segundo semestre, teremos mais esse diferencial que irá nos proporcionar uma maior autossuficiência e, ainda, mais competitividade no mercado”, garantiu Colnaghi.

Além da autossuficiência que a verticalização dos processos proporcionará à empresa de MDF, todas essas novidades e mudanças servem para que a marca possa investir na criação de mais produtos e no aumento de sua posição estratégica em cada ponto de venda. “Outro destaque sobre o investimento em aplicações é a possibilidade de expandir nossa atuação para regiões onde a Greenplac ainda não tinha presença. Com a verticalização do processo produtivo ganhamos competitividade e melhoramos também o nível de serviço, o que naturalmente tende resultar em um crescimento comercial sustentável para a Greenplac”, concluiu José Roberto Colnaghi.

Website: http://www.ecco.inf.br

Deixe o seu comentário