São Paulo 29/4/2021 – “Bem-estar completo não significa a ausência de doença”

Em 2020 houve queda de quase dois anos da vida do brasileiro, que vai chegar a 74,8 anos, em vez dos 76,7 anteriormente projetados.

O cálculo é de uma equipe de pesquisadores liderados pela demógrafa Márcia Castro, professora da Faculdade de Saúde Pública da Universidade Harvard, nos Estados Unidos. O Brasil voltou ao patamar de 2013, relativo à longevidade.

A forma de reverter esse prognóstico, retomar ou manter a longevidade é cuidar melhor da saúde desde cedo. Um número crescente de brasileiros busca essa saída.Os números do Instituto Costa Aguiar, aberto em setembro do ano passado, atestam essa receita. Começou atendendo 20 pessoas no mês e, hoje, multiplicou em onze vezes esse número no mesmo período – exceto no mês em curso, de restrições da recente fase emergencial.

“A sociedade quer a Medicina com olhar holístico, 360 graus, promovendo saúde de forma eficaz e rápida. Praticamos um processo integrado para proporcionar qualidade de vida no presente e alcançar uma longevidade saudável. Buscamos a gestão da saúde mais eficiente e mais humanizada, proporcionada por conceitos que se entrelaçam. Bem-estar completo não significa a ausência de doença”, esclarece o criador e presidente do Instituto, Rodrigo Costa Aguiar.

Rodrigo lembra que a genética pode favorecer, mas quem quer chegar às idades avançadas, com saúde, precisa “cuidar do corpo e da mente de forma plena, colaborativa e integrada, com práticas complementares, baseadas em evidências cientificas”.

O instituto oferece tratamento também para quem quer perder peso ou para aqueles que buscam alta performance na prática esportiva. Reúne especialistas em Nutrologia Clínica, Nutrição, Medicina do Esporte, Ginecologia, Ultrassonografia e Orientação Física. Sua atuação tem fiscalização do Conselho Federal de Medicina, da Prefeitura de São Paulo e da Vigilância Sanitária

Como um clube que busca a melhor condição para seus atletas, o instituto visa à saúde e performance de seus pacientes. “Queremos estar à altura do que as pessoas almejam”, esclarece Rodrigo. Jovens, pessoas a partir da média idade e terceira idade representam a fatia de público que pode desfrutar do atendimento. 

Localizado no coração do bairro de Perdizes o instituto começou em salas, totalizando 48 metros. Hoje, está com instalações em 150 metros. Funciona de segunda à sexta-feira, das 7h às 19h e aos sábados, das 7h às 14h.

Website: http://www.institutocostaaguiar.com.br

Deixe o seu comentário