São Paulo, SP 29/7/2021 –

Governo sofreu 917% mais ataques do que no ano passado; logo em seguida vem educação (615%), saúde (594%) e varejo (264%)

No primeiro semestre de 2021, ataques de ransomware dispararam, excedendo o volume total de 2020 em somente seis meses. É o que revela a atualização semestral do Relatório de Ameaças Cibernéticas da SonicWall 2021 publicada hoje. Depois de registrar recordes de altas tanto em abril como em maio, a SonicWall identificou uma nova alta de 78,4 milhões de ataques de ransomware somente em junho de 2021.

Cinco países sofreram ataques de ransomware de forma massiva: Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, África do Sul e Brasil. Em termos de verticais, o setor mais atingido por ataques de ransomware foi o governo, com um crescimento de 917% em relação ao mesmo período em 2020. Em seguida vem a vertical de educação (615% de aumento de ataques), saúde (594% de crescimento) e, finalmente, varejo, com um aumento de 264% nas violações de segurança.

“Em um ano dominado pela ansiedade e incerteza, cibercriminosos aumentaram continuamente ataques contra pessoas inocentes e instituições vulneráveis,” diz o Presidente e CEO da SonicWall, Bill Conner. “Os últimos dados mostram que os criminosos cibernéticos adaptam suas táticas e adotam ransomware para obter ganhos financeiros e semear a discórdia. Como o trabalho remoto ainda está muito difundido, as empresas continuam altamente expostas a riscos. É imprescindível que as organizações desenvolvam uma abordagem moderna de Boundless Cybersecurity (Cibersegurança sem Limites) para se protegerem tanto das ameaças conhecidas como das desconhecidas, especialmente quando todos estão mais remotos, mais móveis e mais vulneráveis do que nunca”, afirma Conner.

Responsáveis por 64% de todos os ataques de ransomware registrados, Ryuk, Cerber e SamSam foram as três maiores famílias de ransomware no primeiro semestre, de acordo com a pesquisa.

“O aumento contínuo de ransomware, cryptojacking e outras formas de malware visando o ganho de dinheiro, juntamente com a evolução de suas táticas, são evidências de que as atividades cibercriminosas estão sempre atrás de dinheiro e se adaptam rapidamente a novas oportunidades”, disse o Vice-Presidente da Plataforma de Arquitetura da SonicWall, Dmitriy Ayrapetov.

Deixe o seu comentário