São José do Rio Preto – SP 16/6/2021 –

Após o município de São José do Rio Preto ter ficado 15 dias em lockdown, durante o mês de abril, o Fundo Social registrou uma queda de 11 toneladas de alimentos até o dia 25 de maio. O órgão espera receber apoio de empresas e projetos do governo para melhorar esses números.

A cidade de São José do Rio Preto (440 km de São Paulo) está vivendo um momento delicado quando o assunto é arrecadação de alimentos e demais suprimentos para doação nesta segunda onda da pandemia. Após o município ter ficado 15 dias em lockdown, durante o mês de abril, o Fundo Social de Rio Preto registrou uma queda de 55% nas doações de alimentos para famílias e instituições cadastradas no órgão municipal, neste mês de maio.

Segundo a assessoria do Fundo Social de Solidariedade, foram 20 toneladas de alimentos arrecadados no mês de abril, enquanto em maio (até o dia 25) foram registradas apenas 7 toneladas de alimentos. Atualmente, o órgão municipal atende mais de 30 associações que realizam projetos sociais nos bairros carentes do município e possui 68.593 famílias cadastradas. Esse número engloba também as pessoas atendidas nos treze CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) e CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) da cidade.

A solicitação de alimentos, fraldas, materiais de higiene, roupas, entre outros suprimentos é feita mensalmente pelas famílias, de acordo com a necessidade determinada pelo fundo. No mês de abril, por exemplo, foram 4.325 famílias que solicitaram cestas básicas e foram atendidas. Em maio, o número de pedidos é semelhante.

O Fundo Social espera receber mais 2 mil cestas básicas até o fim do mês, através do programa Alimento Solidário, promovido pelo Governo de São Paulo via Secretarias de Desenvolvimento Social e Desenvolvimento Econômico.

A Associação Comercial de São José do Rio Preto (ACIRP) também realizou doações pontuais de máscaras e álcool em gel, em parceria com empresas, para o combate à pandemia. Esse trabalho envolve outras 25 entidades cadastradas no seu Núcleo de Ação Social.

Neste ponto, o trabalho social de algumas empresas de Rio Preto tem sido fundamental. A Setpar Empreendimentos, por exemplo, tem atuado com doações mensais para associações e entidades sociais do município, inclusive o Fundo Social de Solidariedade do município.

A empresa criou um projeto de ampliação em suas ações sociais, na chegada da pandemia no país, chamado “Setpar Solidária”. Essa atividade visa analisar e atender diversas necessidades de organizações que realizam trabalhos sociais nos mais de 50 municípios de atuação da Setpar, sendo o principal deles em Rio Preto, onde está sediada.

De acordo com Jamil Nassif, diretor de novos negócios da Setpar, a empresa foi muito procurada por grandes instituições sociais e resolveu concentrar recursos em um grande projeto solidário. “Nós realizamos, mensalmente, essas doações. Temos uma comissão que se reúne com líderes de associações e entidades sociais para levantar as principais necessidades de cada instituição e, assim, entregar o que eles mais necessitam”, explica.

A ação “Setpar Solidária” já doou mais de R$ 240 mil em cestas básicas e outros artigos. Está previsto que sejam doados mais de R$ 120 mil em 2021. 

Website: https://www.setpar.com.br/

Deixe o seu comentário