São Paulo, SP 14/4/2021 – A solução é inovadora, ágil, prática, tem custo menor e, ecologicamente, é mais correta

Um polímero especial, desenvolvido no Brasil, revoluciona a fabricação de frascos farmacêuticos para a saúde humana e animal

Enquanto o restante do mundo praticamente parava em 2020, em circunstância da Covid-19, a indústria farmacêutica acelerava suas pesquisas para controlar a pandemia mais avassaladora que já vivenciada. Vidas humanas nunca estiveram em um risco tão iminente, mas os agravos ao meio ambiente também nunca estiveram tão presentes e preocupantes. A notável redução dos índices de poluição durante o último ano pandêmico acendeu um alerta: é preciso proteger a saúde de todos, inclusive do planeta, e promover o desenvolvimento de soluções que favoreçam tanto as pessoas quanto a natureza.

Convergente a esta ideia, uma fábrica de Marília, São Paulo, foi buscar no Japão a solução para que a indústria farmacêutica brasileira também desempenhasse o seu papel com excelência, tanto sob o ponto de vista humano quanto ambiental. A Spiltag, empresa brasileira que atua há mais de 20 anos produzindo embalagens plásticas para o mercado de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (HPPC), se prepara para dar início a uma produção diária de 100 mil frascos para o envase de vacinas contra o novo coronavírus, através de um material produzido 60% mais rápido e com um consumo energético 50% menor em comparação ao vidro. Isso representa uma queda significativa na emissão de gases poluentes na atmosfera, gerando um grande ganho não somente no combate à Covid-19, como também, na luta em defesa do meio ambiente.

De acordo com as principais entidades de cardiologia dos Estados Unidos e da Europa, atualmente, 12% das mortes no mundo estão associadas a gases e substâncias tóxicas presentes no ar. Além de provocarem doenças cardiovasculares, as partículas alteram os mecanismos de defesa respiratória e contribuem com as comorbidades que agravam, inclusive, as infecções provocadas pelo coronavírus. Por isso, a necessidade, cada vez maior, de se encontrar caminhos alternativos para proteger a vida em todos os seus sentidos.

Gustavo Spila, o CEO da Spiltag, explica que o produto nasceu da oportunidade de dar continuidade a uma cadeia produtiva que foi fortemente afetada durante a pandemia: a cadeia do vidro, em especial aquele usado para medicamentos e vacinas. A solução é inovadora, ágil, prática, tem custo menor e, ecologicamente, é mais correta”, pontua Spila.

Quando dezenas de bilhões de doses da vacina contra o coronavírus precisam ser envasadas num cenário onde a escassez do vidro é uma grande preocupação, encontrar uma solução mais rápida, eficiente, barata e, principalmente, menos poluente, o Spiltech, como é chamado o polímero, é uma grande vitória para este período. Além de consumir menos energia e emitir menos gases em sua produção, seu reuso é garantido por diversos ciclos, sem perder suas propriedades fundamentais.

“Outra grande vantagem do frasco em polímero é que será possível produzir milhares de unidades sem a preocupação com a estocagem. Ao contrário do que acontece nas unidades fabris de vidros farmacêuticos, onde não se costuma dispor de grandes estoques pois, apesar da alta resistência, não são inquebráveis, o que impede a produção de grandes volumes sem a aquisição garantida” analisa Spila. Com o novo modelo essa realidade é distinta, sendo possível garantir pronta-entrega na distribuição, pois o risco de quebra ou dano é praticamente inexistente.

“A Spiltag utiliza a união de tecnologias para criar um produto inédito no mercado brasileiro. O Spiltech é um polímero pensado para substituir o vidro e emular suas principiais características, tais como transparência, resistência a gases, resistência a temperaturas extremas (altas e baixas), além de benefícios próprios como: baixa adsorção de proteínas, baixa delaminação e resistência mecânica”, justifica o CEO da empresa.

 

Vantagens e Benefícios

– Ausência de delaminação

– Alta pureza

– Alta resistência à ruptura

– Elevada transparência

– Pesa menos que a metade do vidro

– Não libera íons nem metal pesado

– Suporta temperaturas de -194º C a 136º C

– Produção mais rápida que o vidro

– Permite estocagem de grande quantidade

– Menor custo logístico e de produção

– Mais sustentável que o vidro

Serão cerca de US$ 1,5 milhão (R$ 8,5 milhões) em investimentos no Spiltech, polímero que servirá como matéria-prima de ampolas, seringas e dispositivos pré-envasados, tanto para insumos da área de saúde humana quanto veterinária. Para as vacinas, serão disponibilizados seis tamanhos de frascos, com capacidade mínima de 2 ml e máxima de 100 ml.

O objetivo, além de possibilitar uma alternativa com inúmeras vantagens ao uso do vidro, é contribuir com o meio ambiente através de uma cadeia produtiva menos degradante para a natureza, possibilitando que os cuidados com a saúde envolvam muito mais do que uma solução a um problema imediato da humanidade. Cada dia mais, indústrias conscientes têm procurado criar processos que a médio e longo prazo representem grandes vantagens à humanidade e, concomitantemente ao planeta, não se restringindo a essa geração.

A Spiltag é especialista na fabricação de embalagens PET (“politereftalato de etila” ou Polietilenotereftalato) para o setor de HPPC (Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos), com atuação há mais de 25 anos no mercado. Localizada em Marília, São Paulo, em 2012 passou a ser dirigida por Gustavo Spila, que trouxe uma visão de gestão ainda mais moderna, com processos focados na preservação da qualidade, como a certificação ISO 14001 e portfólio cada vez mais amplo, visando tornar-se referência mundial no setor. Com fortes investimentos na melhoria contínua de seus processos e em projetos reconhecidamente sustentáveis, instaurou novas políticas de gestão, acompanhando a evolução do mercado nacional e internacional de embalagens. A indústria é associada à Think Plastic Brasil, programa originado pela parceria entre a cadeia produtiva do plástico e o governo brasileiro, a fim de posicionar o Brasil como grande fornecedor de produção plástica mundial.

Website: https://spiltech.ind.br/

Deixe o seu comentário