24/9/2021 –

Só em 2020, segundo pesquisa, 34,2% dos consorciados utilizaram o crédito para realizar os serviços

Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), o consórcio de serviços apresentou um crescimento de 7% no volume de crédito comercializado entre os meses de janeiro e julho deste ano. Somente no mês de julho, a modalidade registrou avanço de 37,1% na venda de novas cotas, quando comparado com 2020. E dentro dessa categoria de consórcio é possível adquirir cartas de crédito para viabilizar diferentes projetos, desde uma cirurgia estética até pequenas reformas na residência ou na empresa.

O consórcio é uma alternativa segura e versátil de investimento. Só no ano passado, 34,2% dos consorciados utilizaram o crédito para realizar serviços residenciais como pequenas reformas, serviços hidráulicos ou de eletricidade, decoração, ajardinamento e pintura. José Climério Silva Souza, Diretor Executivo do Consórcio Nacional Bancorbrás, comenta que diversos fatores influenciam na escolha dos consorciados. “Os critérios vão desde os valores atrativos das parcelas até a facilidade de contratação do serviço desejado, principalmente pela especialização da Administradora no produto”, afirma. De janeiro a julho deste ano, o Consórcio Nacional Bancorbrás cresceu 18% na comercialização de cotas em grupos de serviços, em relação ao mesmo período do ano passado.

Os clientes têm a possibilidade de contemplação por sorteio e por meio da oferta de lances. A prestação é constituída pelo fundo comum – valor pago pelo consorciado para formar a poupança, que será destinada à concessão do crédito para contratação do serviço -, pela taxa de administração e por um fundo de reserva.

O diretor destaca que os créditos para pequenas reformas vão de 15 mil a 50 mil reais, podendo o cliente contratar mais de uma carta de crédito, de acordo com a sua capacidade de pagamento e as condições do produto.

Deixe o seu comentário