São Paulo – SP 9/4/2021 –

O agronegócio é uma das principais atividades econômicas do Brasil, importante na geração de renda para o país. Destacam-se entre os produtos a soja, a cana-de-açúcar e o café, que fazem sucesso no mundo todo. E o êxito desses e de outros produtos brasileiros começa logo no plantio, com o uso de sementes de boa qualidade.

Segundo a Associação Brasileira de Sementes e Mudas (ABRASEM), o mercado de sementes movimenta por ano no Brasil R$ 10 bilhões e tem a 3ª maior indústria do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e China.

A cada ano aumenta a procura por sementes de alta qualidade, ou seja, sementes com alta taxa de germinação, vigor e sanidade, com mais facilidade de germinação. Essa busca tem sido cada vez mais intensa nas diferentes espécies que são produzidas em território nacional, porém essa procura é maior na cultura da soja, um dos pilares da exportação no país.

Crescem, a cada ano, novas pesquisas sobre o uso de sementes de alta qualidade. Um estudo realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Soja) revelou que a soja tem ganhos de produtividade de 10% a 15% quando se utiliza sementes de alta qualidade, pois geram plantas fortes e vigorosas, com maior e mais rápido desenvolvimento da lavoura, culminando com o aumento da produtividade.

A qualidade da semente pode ser afetada por fatores de deterioração que ocorrem no campo e no armazenamento.

Dentre estes, o armazenamento adequado é fundamental na preservação da qualidade da semente e, para isso, a umidade relativa do ambiente requer cuidados especiais, pois, em excesso, torna o ambiente favorável ao desenvolvimento de fungos, ácaros e bactérias que irão influenciar diretamente na qualidade da semente.

Principais danos causados pelo excesso de umidade às sementes armazenadas:

  1. Diminuição da longevidade;
  2. Aumento do risco do ataque de fungos e insetos;
  3. Diminuição da germinação e do vigor das sementes;
  4. Aumento da taxa respiratória e da temperatura.

A engenheira agrônoma Márcia M. Rabelo Guimarães Kobori, Dra. pela USP/ESALQ alerta: “O objetivo da conservação das sementes durante a armazenagem é manter a qualidade ou minimizar a perda. O ataque de fungos e pragas está diretamente relacionado com as más condições em que as sementes estão armazenadas”.

O uso de desumidificadores de ar durante o armazenamento de sementes é a única maneira de manter, não só a integridade, como também a qualidade do produto. O Desidrat da Thermomatic é a solução para a preservação de sementes, pois mantém a umidade sob controle e, desta forma, evita a proliferação de microrganismos, como ácaros, bactérias e fungos, tal qual outros problemas causados pela umidade. 

Para saber mais sobre o controle de umidade na indústria de sementes, basta acessar: https://www.thermomatic.com.br/aplicacoes/desumidificadores-para-sementes.html

Website: https://www.thermomatic.com.br/

Deixe o seu comentário