São Paulo 30/9/2021 –

ANBC esclarece questões sobre o tema em conteúdo gratuito disponível para download no site da entidade

Negativação é a mesma coisa que inadimplência? As dívidas deixam de existir após 5 anos? Há algum prazo para que o devedor seja retirado do cadastro dos inadimplentes? À primeira vista, as questões relacionadas à negativação parecem fáceis de responder, e suas respostas, totalmente compreensíveis. Mas basta um olhar atento aos números de devedores no país para constatar que grande parte da população desconhece essas respostas. 

De acordo com dados divulgados pela Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC), o país registrava pouco mais de 62 milhões de inadimplentes em agosto, com valor médio de dívida por pessoa em cerca de R$ 3,9 mil. No ranking das principais dívidas, aquelas envolvendo bancos e cartões surgem em primeiro lugar, seguidas pelas relacionadas às utilities, referentes a contas de água, gás e energia. 

Nesse contexto, a ANBC promove mais uma ação voltada à educação financeira e acaba de lançar uma iniciativa que pretende responder às principais dúvidas sobre negativação. A publicação detalha ainda as repercussões da negativação na vida do devedor, do credor e da economia, além de destacar o papel dos birôs de crédito na promoção do crédito sustentável. 

“O planejamento financeiro é um fator fundamental para o uso consciente dos recursos pelos consumidores e empresas e para que se realize de forma adequada é preciso ter conhecimentos de educação financeira”, destaca Elias Sfeir, presidente da ANBC. 

“Consciente dessa necessidade, o setor de birôs de crédito tem promovido uma série de ações voltadas à educação financeira dos brasileiros e nós, como associação, estamos sempre buscando iniciativas que estimulem a consolidação de um ambiente de crédito mais saudável e o bem-estar social”, finaliza Sfeir. 

As perguntas e respostas estão disponíveis no link https://anbc.org.br/fui-negativado-e-agora-duvidas-frequentes/. Para fazer o download do material basta clicar aqui

 

Deixe o seu comentário