São Páulo 20/4/2021 – Durante a pandemia, o negócio cresceu em média 50%, e atualmente a Biscoito Fino SP comercializa cerca de 500 pedidos por mês

A Biscoito Fino São Paulo, conhecida por desenvolver uma nova técnica de personalização, faz parte da estatística de empresas que cresceram durante a pandemia

O Brasil registrou, em 2020, o maior nível de empreendedorismo de sua história, com quase dois milhões de microempreendedores individuais. A crise gerada pela pandemia do coronavírus impulsionou os brasileiros a buscarem na atividade empreendedora uma alternativa de renda.

Antes da pandemia, o delivery de comida já era um negócio em ascensão: no Brasil, o segmento cresceu 230% entre 2014 e 2019. Em 2020, os gastos com os principais aplicativos de entregas de comida cresceram 149% em 2020. Boa parte desse crescimento vai se consolidar em novos hábitos, principalmente para quem possui uma rotina corrida, e até 2024, deve ter mais um salto de 180%, segundo a Euromonitor International.

Toda crise representa um desafio, mas pode ser também uma oportunidade para o empreendedor. Uma dessas pessoas foi o paulista Thiago Moreira Porto, de 41 anos, formado em Direito e Arquitetura e Urbanismo. Que em 2017, percebeu que havia uma grande demanda no mercado de tortas, ainda mais de alta qualidade, por isso deixou o emprego de Gerente Jurídico para fazer uma aposta certeira na Biscoito Fino SP, que ganhou grande visibilidade durante a pandemia através das redes sociais.

“Utilizei meus conhecimentos arquitetônicos, para elaborar minha própria técnica de estamparia similar ao silkscreen, apresentando em cada torta um desenho geométrico diferente. O Instagram virou vitrine e esse grande diferencial chamou atenção do público, os seguidores se tornaram consumidores fiéis que gostam de compartilhar a beleza das tortas, e de forma indireta, contribuem para a divulgação da minha empresa” explica o empreendedor.

“Hoje a torteria possui um cardápio com grandes variedades de sabores, incluindo: Frango com 3 queijos, Ragu de Costela na cerveja preta, Bacalhau, Moqueca de Camarão, e até mesmo opções vegetarianas: Alho-poró, Espinafre com queijo canastra e Strogonoff de cogumelos. Além disso, há 3 opções doces para conquistar todos os gostos: Brigadeiro de Chocolate Belga, Maçã e Tiramissu”, ressalta Thiago.

Apesar do contexto adverso para os negócios em geral, a atividade de fornecimento de alimentos preparados para consumo domiciliar foi a que mais cresceu no momento de crise. “No meu primeiro mês, ainda no ano de 2017, foram vendidas 15 tortas. Durante a pandemia, o negócio cresceu em média 50%, e atualmente a Biscoito Fino SP comercializa cerca de 500 pedidos por mês, sua rede social conta com mais de 11,6 mil seguidores e possui seu próprio serviço de delivery”, conclui o arquiteto.

Website: http://afontecomunica.com.br

Deixe o seu comentário